1 de outubro de 2015

Capítulo 19

Alguém batendo na porta me acordou do sonho sobre gatos e flocos de neve.
— Zoey! Stevie Rae! Vocês vão se atrasar! — A voz de Shaunee parecia abafada mas urgente pela porta, como um alarme irritante coberto por uma toalha.
— Ok, ok, estou indo — eu respondi enquanto tentava me livrar das cobertas com Nala reclamando alto. Eu olhei para meu alarme, que eu não me incomodei de programar para tocar. Quero dizer, não era como se fosse um dia de aula e eu normalmente não dormia mais de 8 ou 9 hora e –
— Diabos! — Eu pisquei. Claramente, eram 22:59. Eu dormi mais de 12 horas? Eu tropecei até a porta, parando para balançar a perna de Stevie Rae.
— Mumph — ela murmurou adormecida.
Eu abri a porta. Shaunee estava olhando para mim.
— Por favor em ficar dormindo a droga do dia todo! Vocês duas tem que parar de ficar acordadas até tarde se não conseguem levantar. Erik vai se apresentar em meia hora.
— Ah, diabos! — Eu esfreguei o rosto, tentando me forçar a acordar. — Eu esqueci disso.
Shaunee virou os olhos. — É melhor você se apressar e se vestir. E colocar muita maquiagem nesse rosto pálido e fazer algo sobre esse seu cabelo. O namorado tem procurado por você.
— Ok, ok. Merda! Estou indo. Eu encontro você e Erin –
Shaunee levantou a mão, me cortando. — Por favor. Sempre te cobrimos. Erin está no auditório guardado lugares na primeira fileira enquanto falamos.
— É você, mamãe? Eu não quero ir para escola hoje... — Stevie Rae murmurou, claramente não estando acordando.
Shaunee bufou.
— Vamos nos apressar. Vocês só guardem lugares para nós. — Eu fechei a porta e corri até Stevie Rae. — Acorde! — Eu chacoalhei o ombro dela. Ela fez um barulho e franziu para mim.
— Huh?
— Stevie Rae, são 22 horas. Dormimos demais e estamos ridiculamente atrasadas.
— Huh?
— Só acorde de uma vez! — Eu surtei, descontando minha frustração por ter dormido demais nela.
— O que — Ela olhou para o relógio, e então pareceu finalmente entender. — Ohminhadeusa! Estamos atrasadas.
Eu virei os olhos. — É o que eu estou tentando te dizer. Eu vou vestir algo e mexer no cabelo e fazer a maquiagem. É melhor você ir para o chuveiro. Você parece terrível.
— Ok. — Ela se arrastou para o banheiro.
Eu pus um jeans e um suéter preto, e então fui fazer cabelo e maquiagem. Eu não conseguia acreditar que tinha totalmente esquecido o fato de que Erik iria apresentar seu monólogo Shakesperiano que ele levou na competição. Na verdade, eu não estava preocupada com a colocação dele, o que não era da etiqueta de uma boa namorada. É claro não era como se eu não tivesse outras coisas na cabeça, mas ainda sim. Todos pensavam que eu era uma garota de sorte que tinha pego Erik depois que ele escapou da nojenta teia de aranha de Aphrodite (e por teia quero dizer virilha). Diabos, eu achava que tinha sorte de tê-lo, algo que era difícil lembrar quando eu estava sugando o sangue de Heath e flertando com Loren.
— Desculpe por dormir demais, Z. — Stevie Rae saiu do banheiro numa onda de vapor, a toalha enrolada em seu cabelo loiro curto. Ela estava vestida muito parecida comigo, e ela ainda devia estar meio adormecida porque ela parecia pálida e cansada. Ela deu um enorme bocejo e se esticou como um gato.
— Não, é minha culpa. — Eu me senti mal pelo jeito que eu surtei com ela. — Eu deveria saber que com o pouco que eu tenho dormido eu deveria ligar o alarme. — Eu suponho que não deveria estar surpresa por Stevie Rae não estar dormindo muito também. Ela é minha melhor amiga e definitivamente sabe quando eu estou super estressada. Provavelmente nós duas precisávamos de um bom, longo sono como de um coma.
— Eu fico pronta num segundo. Eu só vou por um rímel e um gloss. Meu cabelo seca em dois segundos — Stevie Rae disse.
Saimos em cinco minutos. Não havia tempo para o café da manhã, saímos com pressa do quarto e praticamente corremos até o auditório. Sentamos nos lugares que Erin tinha guardado para nós assim que as luzes se apagaram, anunciando que havia 2 minutos antes do inicio do programa começar, e para as pessoas tomarem seus lugares.
— Erik ficou aqui esperando por você até um segundo atrás — Damien disse. Eu estava feliz por ver que ele estava sentado do lado de Jack. Os dois realmente faziam um bom casal.
— Ele está bravo? — Eu perguntei.
— Eu diria que confuso é uma descrição melhor — Shaunee disse.
— Ou preocupado. Ele parece preocupado também — Erin acrescentou.
Eu suspirei. — Você não falou que dormi demais?
— Taí a razão do porque ele estar preocupado — Shaunne disse.
— Eu contei a ele sobre a morte dos seus dois amigos. Erik entende que tem sido difícil para você, e é por isso que ele está preocupado — Damien disse, franzindo para Shaunee e Erin.
— Só estou dizendo; Z, Erik é muito gostoso para ser deixado de lado — Erin disse.
— Concordo, Gêmea — Shaunee disse.
— Eu não — eu falei, mas as luzes me cortaram de novo.
A professora de teatro, Professora Nolan, foi para o palco e passou um tempo explicando a importância dos atores serem treinados nos clássicos, e falou sobre o quão prestigioso era a competição de monólogos de Shakespeare que era para vampiros ao redor do mundo. Ela nos lembrou que cada uma das 25 House of Night espalhadas pelo mundo mandaram seus 5 competidores mais fortes, o que significava que era um total de 125 talentosos calouros que estavam competindo entre si.
— Jeesh, eu não fazia ideia que Erik tinha que competir contra tantas pessoas — eu sussurrei para Stevie Rae.
— Erik provavelmente arrasou. Ele é incrível — Stevie Rae respondeu. Então ela bocejou de novo e tossiu.
Eu franzi para ela. Ela parecia acabada. Como ela ainda podia estar cansada?
— Desculpe. — Ela sorriu com vergonha. — Eu tenho um sapo na garganta.
— Shhh! — As Gêmeas falaram juntas.
Eu voltei minha atenção de volta para a Prof. Nolan.
— O resultado da competição foi liberado hoje, quando todos os nossos estudantes voltaram para suas escolas. Eu irei anunciar a colocação de cada um dos nossos 5 finalistas e os apresentar. Cada uma vai apresentar seu monólogo da competição. Eu não posso começar a dizer a vocês como estou orgulhosa do nosso time. Cada um deles fez um trabalho excepcional. — A prof. Nolan brilhou de alegria. Então ela apresentou o primeiro a se apresentar, uma garota chamada Kaci Crump. Ela era uma quartanista que eu não conhecia muito bem porque no dormitório ela era quieta, embora ela parecesse ser legal. Eu não achava que ela fosse membro das Filhas das Trevas, e fiz uma nota mental de mandar um convite para ela se juntar. A prof. Nolan anunciou que ela tinha ficado na posição 52 na competição com seu monólogo de Beatrice de Muito Barulho por Nada.
Eu achei que ela era boa, mas foi ultrapassada pela próxima, Cassie Kramme, uma quintanista que ficou na colocação 25. Ela apresentou o famoso discurso de Portia de O mercador de Veneza que começa com, “A qualidade da misericórdia não está estendida...” eu reconheci porque eu o escolhi como o monólogo que eu memorizei no meu ano de novata na SIHS. Uh, a atuação de Cassie definitivamente arrasou. Eu também achava que ela não era membro das Filhas das Trevas. Huh. Parece que Aphrodite não queria muita competição para ser a rainha do drama. Grande surpresa.
O próximo era um garoto que eu conhecia porque ele era amigo de Erik. Cole Clifton era alto, loiro, e totalmente lindo. Ele terminou em 22º com sua tradução do discurso “mas suave, que luz que por entre as janelas quebra...” de Romeu. Ok, ele era muito bom. Muito, muito bom. Eu ouvi Shaunee e Erin (especialmente Shaunee) fazerem muitos barulhos apreciativos, e a salva de palmas foi furiosa quando ele terminou. Huh... vou falar com Erik sobre arranjar Shaunee com Cole. Em minha opinião mais garotos brancos deveriam namorar garotas negras. Era bom para expandir o horizonte deles (especialmente com os garotos de Oklahoma).
Em falar de mulher de cor – a próxima a se apresentar foi Deino. Ela era uma mistura que caia morto de cabelo-lindo-de-morrer e uma pele de um leve chocolate. Ela também fazia parte do círculo interior de Aphrodite, ou costumava ser. Eu fui apresentada a ela no Ritual de Lua Cheia de Aphrodite. Daino era uma das três melhores amigas de Aphrodite. Elas se renomearam como as três irmãs mitológicas de Gorgon and Scylla: Deino, Enyo, Pempheredo. Tradução, os nomes significam Terrível, Pronta para Guerra e Arfar.
Os nomes definitivamente se encaixavam. Elas eram odiosas, e vacas egoístas que tinham fugido de Aphrodite durante o Ritual de Samhain, e até onde eu podia ver, não tinham se falado desde então. Ok, Aphrodite tinha feito merda, e ela definitivamente era de ser temida, mas eu podia fazer merda e ser uma vadia e eu não acho que Stevie Rae, as Gêmeas, ou Damien iriam se afastar de mim. Ficar fulos comigo – sim, definitivamente. Dizer que perdi a cabeça – é claro. Mas se afastar – de jeito nenhum.
Professora Nolan apresentou Deino, dizendo que ela terminou num incrível 11º, e então Deino começou o monólogo da morte de Cleópatra. Eu tenho que admitir ela era boa. Muito boa. Vendo ela eu fiquei tão deslumbrada com o talento dela que comecei a me perguntar o quanto do odioso comportamento dela tinha sido influência de Aphrodite. Desde que eu assumi as Filhas das Trevas nenhum dos amigos próximos de Aphrodite causou nenhum problema. Na verdade, agora que eu pensei sobre isso, eu percebi que Terrível, Pronta para Guerra e Arfar estavam sendo discretas. Huh. Bem, eu disse que queria incluir alguém do círculo de Aphrodite em meu Conselho de Prefeitos. Talvez Deino fosse a escolha certa. Eu posso perguntar a Erik sobre ela. Com Aphrodite fora do poder eu poderia dar a chance a Deino (assim como sinceramente desejar que o nome dela não fosse tão perturbador).
Eu ainda estava considerando como contar a meus amigos (que também eram meus Prefeitos) que eu estava pensando em convidar Terrível para nosso Conselho quando a Prof. Nolan retornou para o palco e esperou pela audiência se aquietar. Quando ela começou a falar seus olhos brilharam de excitação e pareciam prontos para explodir. Eu senti um pouco de adrenalina passar por mim. Erik tinha terminado entre os 10 primeiros!
— Erik Night é o último a se apresentar. Ele tem um incrível talento desde o dia em que foi Marcado três anos atrás. Eu estou orgulhosa de ser sua professora e mentora — ela disse, brilhando. — Por favor deem a ele uma boas vindas de herói que ele merece por ter tirado o primeiro lugar na Competição Internacional de Monólogos de Shakespeare!
O auditório explodiu quando Erik entrou, sorrindo, no palco. Eu mal podia respirar. Como eu posso ter esquecido o qual lindo ele é? Alto – mais alto que Cole – cabelos pretos com um adorável corte de Superman, e olhos azuis tão brilhantes que eram como olhar para o céu no verão. Como os outros que se apresentaram, ele estava vestido de preto, com a insígnia de quintanista de Nyx no seu peito do lado esquerdo como a única coisa que quebrava a cor escura. E, vou te contar, ele fazia o preto parecer bom.
Ele andou até o centro, parou, sorriu diretamente (e obviamente) nos meus olhos, e piscou para mim. Ele era tão gostoso que eu achei que fosse morrer. Então ele curvou a cabeça e quando voltou ele não era o velho Erik Night de 18 anos, vampiro calouro, quintanista na House of Night, mais. De alguma forma, na frente dos meus olhos, ele se tornou o guerreiro Moorish que estava tentando explicar para um salão cheio de incrédulos o quanto a princesa Venetian tinha se apaixonado por ele, e ele por ela.

“O pai dela me ama; frequentemente me convida;
Ainda questiona a história da minha vida
De ano a ano, as batalhas, cercos, fortunas
Que eu passei.”

Eu não podia tirar os olhos dele, assim como ninguém no auditório enquanto ele se transformou em Othello. Eu também não consegui me impedir de comparar ele com Heath. Do seu jeito, Heath era tão talentoso e sucedido quanto Erik. Ele era um quarterback do Broken Arrow, com uma futura faculdade incrível e talvez até mesmo futebol profissional no seu futuro. Heath era um líder. Erik era um líder. Eu cresci vendo Heath jogar bola, tinha ficado orgulhosa dele, e tinha torcido por ele. Mas nunca fiquei aterrada com o talento dele como eu ficava pelo de Erik. E a única vez que Heath me fez sentir como eu não pudesse respirar foi quando ele cortou sua pele e ofereceu seu sangue para mim.
Erik pausou seu monólogo, e se moveu mais para frente até estar parado na ponta do palco, tão perto que se eu levantasse eu poderia tocar ele. Então ele olhou nos meus olhos e completou o discurso de Othello para mim, como se fosse a ausente Desdemona enquanto ele falou:

“Ela deseja que não tivesse ouvido, ainda sim ela deseja
O paraíso que fez tal homem; ela me apavora,
E me deseja, se eu tivesse um amigo que a deseja,
Eu deveria ensinar a ele como contar minha história,
E isso a cortejaria.
Com essa dica eu digo:
Ela me amou devido aos perigos que passei,
E eu amo que ela não os menospreze.”

Erik tocou seus dedos em seus lábios, então estendeu sua mão para mim como se fosse para oferecer um beijo formal, e então pressionou seus dedos em cima do coração e se curvou. A audiência irrompeu de pé em aplausos. Stevie Rae ficou feliz do meu lado, limpando as lágrimas e rindo.
— Isso foi tão romântico que eu quase fiz xixi nas calças — ela gritou.
— Eu também! — Eu ri.
E então a Prof. Nolan voltou para o palco, terminando as apresentação e direcionando todos para a recepção com vinho e queijo que estava arrumada no lobby.
— Vem, Z — Erin disse, agarrando uma das minhas mãos.
— Yeah, vamos ficar com você porque aquele amigo de Erik que interpretou Romeu é incrivelmente gostoso — Shaunee disse quando agarrou minha outra mão. As Gêmeas começaram a passar pela multidão, gritando com os garotos que andavam devagar como buzinas num pequeno barco. Eu olhei sem poder fazer nada para Damien e Stevie Rae. Claramente eles teriam que se virar. As Gêmeas eram uma força além do controle.
Nós disparamos para a ponta da multidão tentando sair do auditório como três rolhas vindo a superfície. E de repente Erik estava ali, entrando no lobby pela entrada dos atores. Nossos olhos se encontraram e ele instantaneamente parou de falar com Cole e foi direto na minha direção.
— Mmm, mmm, mmm. Ele é totalmente ótimoooo — Shaunee murmurou.
— Como sempre, estamos em completo acordo, Gêmea — Erin suspirou sonhadora.
Eu não podia fazer nada a não ser ficar ali e sorrir como uma idiota enquanto Erik nos alcançava. Com uma faísca muito travessa nos olhos ele pegou minha mão, a beijou, e então fez uma reverencia e proclamou em sua voz de ator que foi carregada ao redor do salão, — Olá, minha doce Desdemona.
Eu senti minhas bochechas ficarem quentes, e eu ri. Ele estava me colocando em seus braços, mas de uma forma muito adequada para o público quando eu ouvi uma odiosa risada familiar. Aphrodite, parecendo incrível em sua saia curta, botas de cano longo, e um suéter esquivo, estava rindo enquanto (na verdade, ela rebolava mais do que andava – quero dizer, a garota podia balançar a bunda) passava por nós. Por cima do ombro de Erik eu encontrei os olhos dela e, com uma voz suave que teria soado amigável se não estivesse saindo da boca dela ela disse, — se ele está te chamando de Desdemona, então sugiro que você tenha cuidado. Se sequer parecer que você está traindo ele, ele vai te estrangular na sua cama. Mas você nunca trairia ele, trairia?
Então ela virou seu longo, e perfeito cabelo loiro e se afastou.
Ninguém disse nada por um segundo, então as Gêmeas, ao mesmo tempo, falaram, — Problemas. Ela tem problemas — e então todo mundo riu.
Todos menos eu. Tudo o que eu podia pensar era o fato de que ela tinha visto Loren e eu no Media Center, e que definitivamente podia parecer que eu estava traindo Erik. Ela estava me avisando que ia contar a Erik? Ok, eu não estava preocupada com ele me estrangulando na minha cama, mas ele acreditaria nela? E também, Aphrodite muito-perfeita aparição me lembrou que eu estava usando um jeans amassado e um suéter colocado com pressa. Meu cabelo e maquiagem definitivamente pareceram melhores. Na verdade, eu acho que ainda tenho a marca de um travesseiro na bochecha.
— Não deixe ela te atingir — Erik disse gentilmente.
Eu olhei para ele. Ele estava segurando minha mão e sorrindo para mim. Eu mentalmente me chacoalhei. — Não se preocupe, ela não vai — eu disse brilhantemente. — De qualquer forma, quem se importa com ela? Você ganhou a competição! Isso é incrível, Erik. Estou orgulhosa de você! — Eu abracei ele, adorando o cheiro limpo dele e como a altura dele me fazia sentir pequena e delicada. E então nosso pequeno bolso de privacidade desapareceu conforme mais e mais pessoas saíam do auditório.
— Erik, é tão legal que você ganhou! — Erin disse. — Mas não é nenhuma surpresa. Você definitivamente arrasa no palco.
— Totalmente. Assim como o amigo ali. — Shaunee acenou com o queixo em direção de Cole. — Ele é um Romeu ótimo.
Erik riu. — Vou dizer a ele o que você disse.
— Você também pode dizer a ele que se ele quiser um açúcar marrom como sua Julieta ele não precisa olhar mais longe do que bem aqui. — Ela apontou para si e mexeu nos lábios
— Gêmea, se Julieta fosse negra eu não acredito que as coisas tivessem tido um final tão ruim entre ela e Romeu. Quero dizer, nós teríamos mostrado mais senso do que beber aquela poção para dormir e passar por todo o drama só por causa de um problema com os pais.
— Exatamente — Shaunne disse.
Nenhum de nós disse o óbvio – que Erin, com seu cabelo loiro e olhos azuis, definitivamente NÃO ERA NEGRA. Estamos muito acostumados com ela e Shaunee serem tão parecidas para questionar a estranheza delas.
— Erik, você foi incrível! — Damien se apressou com Jack o seguindo logo atrás.
— Parabéns — Jack disse envergonhado, definitivamente com entusiasmo.
Erik sorriu para eles. — Obrigado, gente. Hey, Jack. Estava muito nervoso antes da apresentação para dizer que estou feliz que esteja aqui. Serei um bom colega de quarto.
O rosto fofo de Jack se iluminou, e eu apertei a mão de Erik. Essa era um das razões do porque eu gostava tanto dele. Além de ser lindo e alto, Erik era um cara autêntico. Havia muitos caras na posição dele (ridiculamente popular) que teriam ou ignorado esse colega de quarto terceiranista, ou, pior, ficaria visivelmente fulo por ter que dividir um quarto com um “bicha”. Erik não era assim, e eu não pude impedir de o comparar com Heath, que provavelmente teria surtado por ter que dividir um quarto com um garoto gay. Não que Heath odiasse ou algo assim, mas ele era um adolescente Okie típico, que tende a ter uma mente pequena sobre homofobia. O que me fez perceber que nunca perguntei a Erik de onde ele era. Jeesh, eu era uma namorada horrível.
— Você me ouviu, Zoey?
— Huh? — A pergunta de Damien calou minha tagarelice interior, mas não, eu não o ouvi.
— Olá! Terra para Zoey! Eu perguntei se você percebeu que horas são. Você lembra que o Ritual da Lua Cheia começa a meia noite?
Eu olhei para o relógio na parede. — Ah, diabos! — Era 23:05. Eu ainda precisava trocar de roupa e então ir até o salão de recreação, acender as velas do círculo, me certificar que as cinco velas dos elementos estivessem no lugar, e ver a mesa da deusa. — Erik, sinto muito, mas tenho que ir. Tem um milhão de coisas para fazer antes do ritual começar. — Eu fiz contato visual com cada um dos meus amigos. — Vocês tem que vir comigo — Eles acenaram como a cabeça de uma boneca. Eu me virei para Erik. — Você vai no ritual, não vai?
— Sim. E isso me lembra. Eu te comprei algo em Nova Iorque. Peraí só um segundo, que eu vou pegar.
Ele se apressou de volta para a entrada dos atores no auditório.
— Eu juro que ele é bom demais para ser verdade — Erin disse.
— Vamos esperar que o amigo dele seja como ele — Shaunee disse, mandando um sorriso de flerte para Cole, que eu notei que ele respondeu.
— Damien, você pegou o eucalipto e sálvia para mim? — Eu já estava me sentindo nervosa. Diabos! Eu deveria ter comido. Meu estômago estava vazio como uma caverna só esperando para se apertar.
— Não se preocupe, Z. Eu peguei o eucalipto e até o atei junto com a sálvia para você — Damien disse.
— Tudo será perfeito, você vai ver — Stevie Rae disse. — Yeah, você não precisa ficar nervosa — Shaunee disse.
— Estaremos lá com você — Erin disse.
Eu sorri para eles, incrivelmente feliz por eles serem meus amigos. E então Erik voltou. Ele me entregou uma caixa branca que ele estava carregando. Eu hesitei antes de ouvir o que Shaunee disse, — Z, se você não abrir, abro eu.
— Pode ter certeza. — Erin disse.
Ansiosa, eu tirei o laço decorativo que o mantinha fechado, e abri a tampa, e arfei (junto com todo mundo que estava perto para ver). Dentro da caixa estava o vestido mais lindo que eu já vi. Era preto, mas tecido num material com pequenas particulas metálicas de prata, para que sempre que a luz o tocasse, ele brilhasse e reluzisse como as estrelas da noite.
— Erik, isso é lindo. — Eu soei engasgada porque eu estava tentando não fazer papel de boba e começar a chorar.
— Eu queria que você tivesse algo especial para o seu primeiro ritual como líder das Filhas das Trevas — ele disse.
Nos abraçamos de novo antes dos meus amigos e eu termos que nos apressar até o salão de recreação. Eu apertei o vestido contra o meu peito e tentei não pensar sobre o fato de que enquanto Erik estava me comprando um presente incrível eu estive ou sugando o sangue de Heath ou flertando com Loren. E enquanto eu tentava não pensar nisso, eu tentei ignorar a voz culpada dentro da minha cabeça que ficava dizendo, de novo e de novo, Você não merece ele... você não merece ele... você não merece ele...

11 comentários:

  1. não merece não sua traidora ..........

    ResponderExcluir
  2. Não merece msm ,fala sério, quando eu finalmente penso que encontrei uma heroína que não faz burrada ou fica parecendo uma retardada no quesito " se sentir atraída por caras " isso acontece.... tsc tsc isso é muito decepcionante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ler trono de vidro wue vc vai gostar

      Excluir
  3. um cara desse tah em falta hj em dia tsc tsc tsc tsc...

    ResponderExcluir
  4. Gente esse drama n é nada aguardem

    ResponderExcluir
  5. Senhor! Pede Nyx pra me dar um passe vampirico para a House Of Night! Please...

    ResponderExcluir
  6. Se sequer parecer que você está traindo ele, ele vai te estrangular na sua cama. Mas você nunca trairia ele, trairia?'
    kkkkkkkkkkkkk melhor parte

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkkkkkkkk scrrrrrrrrr achei massa a atitude do erick, fiquei imaginando, deve ser um vestido lindissimo kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. Parem de xingar a Zoey! Ela e o Erik estavam "FICANDO" e não namorando, o que significa que eles não tinham um compromisso sério, então fechem a boca antes de falar mal dela. Ela teve um imprint com o Heath, isso não é culpa dela, ela é vampira (não propriamente dita, mas vcs entenderam) e obviamente sente atração por sangue, o cara se cortou na frente dela num carro fechado, pelo amor de Nyx, não tinha como ela se impedir. E sobre o Loren, ele está com certeza seduzindo ela à mando de alguém, ou por seus próprios interesses, não sei, o que significa que também não é culpa da Z, o cara é mais velho, gostoso, sabe muito bem como apartar os botões certos de uma adolescente. Ninguém tem o direito de julgar a Zoey sendo que ela não fez nada de errado. Por favor, só por favor, PAREM! AMO A ZOEY E IREI PROTEGÊ-LA!

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!