8 de outubro de 2015

Capítulo 19 - Zoey

Isso vai ser um caos de proporções gigantescas Aphrodite sussurrou para mim quando estávamos do lado da sala designada para a aula de Thanatos no primeiro horário da segunda-feira.
A sala era uma das maiores da escola. Na verdade, tirando a sala de Teatro, que era mais parecida com um miniauditório, e o auditório propriamente dito, aquela era a maior sala de aula “normal” da escola.
Ótimo, pensei, vai ter mais espaço para a explosão que está prestes a acontecer.
A gente não pode matar essa aula murmurei de volta para Aphrodite. E então disse para o resto do meu grupo: Vamos entrar. Não se preocupem. Nós estamos juntos, então não pode ser tão ruim assim.
Minha horda de nerds, assim como Stevie Rae, Rephaim e todos os seus calouros vermelhos se posicionaram nos meus flancos. Todos acenaram, parecendo resignados e preparados para o que quer que fosse acontecer. Eu abri a porta e entrei.
Minha pedra vidente imediatamente começou a irradiar calor. Dallas e o seu grupo já estavam na classe, previsivelmente ocupando as fileiras do fundo.
Aurox estava sentado em uma carteira escolar na frente, no canto mais distante da sala, obviamente se isolando do grupo de Dallas. Eu me perguntei por que ele não estava entrosado com os caras do mal, já que ele estava do lado de Neferet, assim como eles claramente estavam, mas cuidadosamente evitei olhar para ele.
Vou tentar manter uma atitude positiva Stevie Rae afirmou, ignorando o sorriso sarcástico que Dallas estava dando para ela e a risada da maldosa que emanou de Nicole como um perfume barato. Ela pegou a mão de Rephaim e sorriu, beijando a bochecha dele. Não se incomode com eles.
Boa sorte com isso Erin falou.
Shaunee, que estava afastada de Erin, com muitos garotos entre as duas, não disse nada.
Ele é vermelho, e não um vermelho bom como o de Shaunee Shaylin comentou, olhando por sobre o ombro na direção de Dallas.
Eu me virei para ela.
O que você quer dizer?
Eu sou vermelha? Shaunee perguntou.
Sim Shalin contou a ela. A sua cor é clara e fácil de entender. Você é como uma fogueira de acampamento, calorosa e boa.
Isso é muito legal Stevie Rae disse.
Obrigada Shaunee falou. É legal mesmo.
Mas e Dallas? Rephaim perguntou.
Ele é vermelho como uma bomba. Como a raiva. Como o ódio ela revelou.
Então nós vamos sentar na frente e ficar o mais longe possível dele Stevie Rae afirmou.
É mais difícil ficar longe de algumas coisas do que de outras Erin disse, mas ela não estava olhando para Dallas. Ela estava olhando para a fogueira vermelha Shaunee, que por sua vez estava observando suas unhas.
Não seja tão negativa Stevie Rae repreendeu Erin, habilmente quebrando aquele silêncio desconfortável. Então ela abriu seu sorriso doce para mim. Vamos sentar ali na frente!
Certo, eu sigo você concordei, apesar de querer sair correndo e gritando da sala.
Eu quero sair correndo e gritando da sala Aphrodite ecoou meus pensamentos em voz alta, enquanto seguia atrás de mim, Steve Rae e Rephaim.
Contive o “idem” que eu queria dizer e, como de costume, sentei ao lado de Stevie Rae, bem na frente e no meio da sala. O sino soou e Thanatos entrou pela porta de um pequeno escritório que dava diretamente na parte da frente da sala, que era alta como um palco e tinha um púlpito bem no meio e uma lousa digital atrás.
Oooh! Que cores bonitas! Shaylin disse da sua carteira atrás de mim.
Merry meet Thanatos começou.
Todos nós ecoamos a sua saudação.
Eu achei que ela parecia régia e poderosa. Ela estava usando um vestido com as cores da noite, decorado apenas com o bordado em fios de prata do contorno de Nyx com os braços levantados envolvendo a lua crescente.
Bem vindos à primeira aula de todas. Na nossa história, nunca houve uma classe como esta, com diferentes tipos de calouros, mutantes, humanos e até vampiros. Eu me coloco diante de vocês representando o Conselho Supremo que, enquanto vocês fizerem parte da nossa sociedade, é o órgão que os governa Thanatos me olhou longamente durante a última parte da frase.
Eu sustentei o olhar dela sem hesitar. Que inferno, eu concordava com ela. Eu só não estava cem por cento certa se eu e o meu grupo queríamos fazer parte da sociedade dos vampiros.
Sei que vocês estão se perguntando sobre o que exatamente esta aula vai tratar, mas eu tenho apenas uma resposta parcial às suas indagações. Eu estou aqui para polir e guiar vocês em uma jornada que é rara e única assim como vocês. Esta aula vai tomar o horário da aula de sociologia vampírica; portanto, vou abordar assuntos que todos os calouros e vampiros precisam se esforçar para entender, como morte e Trevas, Guardiões e Imprint, Luz e Amor. Mas, por causa da composição única desta turma, haverá também assuntos que vocês vão trazer para mim e, portanto, para todos nós. Eu prometo que vou procurar apenas a verdade com vocês e, se eu não tiver uma resposta para os seus questionamentos, vou fazer o máximo para descobrir junto com vocês.
Eu pensei que até aquele momento a aula não parecia tão ruim assim e estava começando a me sentir à vontade e curiosa quando o cocô atingiu o ventilador.
Então, vamos começar a procurar a verdade. Quero que cada um de vocês reflita por um momento. Então, em um pedaço de papel, escreva pelo menos uma pergunta que você gostaria que fosse respondida nesta aula. Dobre o papel e, depois que vocês saírem, vou ler as perguntas. Seja honesto na sua indagação, sem medo de censura ou julgamento. Não é preciso colocar seu nome na pergunta se você preferir permanecer anônimo.
Houve uma pausa e então Stevie Rae levantou a mão.
Pois não, Steve Rae Thanatos a chamou.
Quero ter certeza de que entendemos bem. A gente pode perguntar sobre qualquer coisa? Qualquer coisa mesmo, sem se preocupar em acabar tendo problemas?
Thanatos estava sorrindo gentilmente para Stevie Rae e começou a responder:
Essa é uma excelente...
Mas, no fundo da sala, o sussurro exagerado de Dallas pôde ser ouvido claramente:
Eu queria perguntar o que um pássaro tem que um garoto não tem e por que ela gosta tanto dele!
Stevie Rae pegou a mão de Rephaim e eu sabia que era pra evitar que ele se levantasse para confrontar Dallas. Eu estava prestando atenção na minha melhor amiga e no seu namorado quando Thanatos reagiu.
A mudança que se abateu sobre ela foi rápida e completamente assustadora.
Ela pareceu ficar maior. O vento chicoteava ao redor dela, levantando o seu cabelo. Quando ela falou, eu me lembrei da cena de O Senhor dos Anéis em que Galadriel oferece a Frodo uma visão do tipo de rainha terrível e sombria ela se tornaria se pegasse o anel dele.
Você me confundiu com um ser inferior, Dallas? o poder da presença dela reverberou contra nós. Thanatos estava tão gloriosamente nervosa que era difícil olhar para ela, então dei uma espiada sobre o ombro para Dallas. Ele estava pressionando as costas contra a sua cadeira o máximo que podia. O seu rosto estava branco como a neve do inverno.
Nã-não, professora ele gaguejou.
Chame-me de Sacerdotisa! Thanatos exclamou, parecendo que ela podia disparar raios e invocar trovões.
Não, Sacerdotisa ele se corrigiu rapidamente. E-eu não quis desrespeitá-la.
Mas você quis desrespeitar pelo menos um de seus colegas de classe e aqui, na minha aula, isso é inaceitável. Você entendeu, jovem vampiro vermelho?
Sim, Sacerdotisa.
O vento se extinguiu ao redor dela e Thanatos voltou à sua aparência régia em lugar daquele semblante letal.
Excelente ela disse e então voltou sua atenção para Stevie Rae. A resposta à sua pergunta é: desde que você se comporte de modo respeitoso, pode me perguntar qualquer coisa sem ter medo de repreensão.
Obrigada Stevie Rae disse um pouco sem fôlego.
Certo, então podem começar a escrever suas perguntas Thanatos fez uma pausa e olhou para Rephaim e Aurox, dirigindo a eles a mesma indagação: Não pensei em perguntar antes, mas, como vocês são novos no, bem, vamos dizer, mundo acadêmico, algum de vocês precisa de ajuda para ler ou escrever?
Rephaim balançou a cabeça e respondeu primeiro.
Eu não preciso de ajuda. Posso ler e escrever em muitas línguas dos homens.
Uau, sério? Eu não sabia Steve Rae se surpreendeu.
Ele sorriu timidamente e deu de ombros.
Meu pai achava isso útil.
E você, Aurox? Thanatos o incitou.
Eu o vi engolir em seco e percebi que ele parecia nervoso.
Eu sei ler e escrever. Ma-mas não sei como eu tenho essa capacidade.
Hum, bem, isso é interessante Thanatos falou.
E então, como se o fato de as pessoas terem habilidade magia para ler e escrever fosse totalmente normal, ela continuou sem se abalar.
Zoey e Stevie Rae, como vocês estão sentadas perto, por favor, dividam a sala ao meio e recolham as perguntas dos dois lados para mim.
Stevie Rae e eu murmuramos “tá bom” e então fiquei sentada ali, olhando para o meu pedaço de papel em branco. Será que eu devia perguntar algo inofensivo, como alguma questão sobre afinidades e quando é “normal” que eles se manifestarem? Ou eu deveria pergunta algo que eu realmente queria saber?
Olhei ao meu redor. Stevie Rae estava escrevendo com uma expressão muito séria. Rephaim tinha acabado de soltar o lápis e estava dobrando seu papel ao meio. Olhei rapidamente para ele, mas tudo o que eu pude ver era que ele havia colocado seu nome junto da pergunta.
Vou perguntar para valer, decidi e então escrevi: Como se supera a perda de seus pais? Eu hesitei e então assinei meu nome embaixo da questão. Tentei conferir o que Stevie Rae estava escrevendo, mas ela tinha terminado e estava segurando o seu papel. Ela levantou da sua carteira e começou a andar pelos corredores do seu lado da sala, recolhendo os papéis como uma professora.
Suspirei e comecei a esquadrinhar o meu lado. É claro que Aurox estava ali. Ele era o próximo garoto na fileira de Damien e Shaunee. Eu não queria encontrar o seu olhar, então fitei o papel que ele me entregou.
Nele, escrita com letra bastão grande, estava a pergunta: O QUE EU SOU? E ele tinha assinado embaixo.
Totalmente surpresa, olhei nos olhos dele. Ele sustentou meu olhar sem hesitação. Então ele falou tão baixo que só eu pude ouvir:
Eu gostaria de saber.
Não consegui deixar de encarar seus olhos cor de pedra da lua. Por alguma razão idiota, ouvi minha voz sussurrar de volta:
Eu também arranquei o papel da mão dele e me afastei rapidamente, tentando não pensar, tentando fazer apenas o que eu devia.
Dallas e o seu grupo estavam superquietos. Eles mal olharam para mim ou para Stevie Rae, mas percebi que eles não tinham escrito nenhuma palavra nos papéis que eu peguei deles, o que era um sinal claro de agressão velada. Coloquei os papéis deles embaixo da pilha enquanto eu voltava para frente da classe.
Thanatos pegou os papéis, agradeceu e disse:
Eu devo estudar as perguntas de vocês hoje à noite e começar as discussões sobre algumas amanhã. No resto da aula, vamos nos voltar para um assunto que eu acredito que a maioria de vocês vai achar relevante: o Imprint com um companheiro ou Consorte.
Eu pensei que Thanatos fosse fazer aquele discurso padrão de tipo “apenas diga não” que nós tivemos sobre a coisa do Imprint desde o primeiro dia de aula, mas eu estava errada. Ela falou francamente sobre o prazer e a beleza do Imprint feito adequadamente, além do drama que era quando algo errado acontecia a um dos dois. Ela era interessante e divertida (com um jeito irônico de humor britânico). Pareceu que o sino soou anunciando o fim da aula depois de um piscar de olhos.
Fiquei esperando Aphrodite, que estava em uma discussão profunda, mas surpreendentemente respeitosa com Thanatos sobre Imprint. Aphrodite argumentava que o Imprint não era baseada na sexualidade. Thanatos estava insistindo, para a tristeza de Aphrodite (porque ela já tivera Imprint com Stevie Rae, apesar de não por muito tempo), que a atração sexual andava de mãos dadas com o Imprint.
Thanatos finalmente terminou a discussão, dizendo:
Aphrodite, o fato de você admitir ou não uma coisa não faz que ela seja mais ou menos verdadeira.
Vou indo para que Zoey não se atrase para a segunda aula Aphrodite respondeu, soando incomodada.
Faça isso, jovem Profetisa Thanatos tinha um sorriso na voz, não no rosto. E obrigada por essa discussão tão ardente. Vou esperar ansiosamente por outra discussão como essa amanhã.
Aphrodite assentiu e fechou o cenho. Depois que estávamos a uma distância suficiente para que Thanatos não ouvisse, ela falou:
Discussão ardente o cacete. Não vou discutir merda nenhuma sobre Imprint lésbico nunca mais.
Acho que não foi isso o que ela quis dizer, Aphrodite afirmei, tomando cuidado para esconder o sorriso do meu rosto também. Mas ela estava certa, a discussão foi boa para a aula, deixou-a muito mais interessante do que Sociologia Vampírica normal com todos os assuntos de Neferet.
Aphrodite abriu a porta.
Estou tão feliz que eu pude divertir as massas e... e nós entramos no meio do caos.
Vem pro pau, menino-pássaro! Dallas estava gritando. Você não pode se esconder atrás de Stevie Rae para sempre!
O musculoso Johnny B. estava prendendo os braços de Dallas, mas ele estava se debatendo feito louco.
Eu não estou me escondendo, seu idiota arrogante! Rephaim berrou.
Stevie Rae tinha segurado o braço dele com força e estava tentando arrastá-lo para a calçada, afastando-o de Dallas.
Vou chamar Darius e Stark Aphrodite falou e saiu correndo.
Meninos, parem com isso! eu me coloquei entre os dois e os seus grupos, que estavam crescendo.
Sai fora, Zoey! Esta briga não é sua Dallas disparou seu veneno contra mim. Você acha que é tão melhor do que todo mundo, mas você não significa merda nenhuma para a gente ele indicou com a cabeça o seu grupo de calouros vermelhos que estava bem perto, apenas observando e sorrindo.
Fiquei surpresa com o fato de o que ele disse ter ferido meus sentimentos.
Não acho que sou melhor do que ninguém!
Não deixe que ele te atinja, Z. Ele não é nada além de um garotinho maldoso e infeliz disfarçado de vampiro Stevie Rae afirmou.
E você não é nada além de uma puta! Dallas gritou para Stevie Rae.
Eu avisei você para parar de chamá-la assim! Rephaim tentou se soltar de Stevie Rae.
Todo mundo sabe que você só está bravo porque ela não está mais com você eu disse a Dallas, pensando em como ele tinha se revelado um total e completo idiota.
Não, eu estou bravo porque ela está com uma aberração da natureza! ele disparou as palavras para mim. Apesar de ele estar se debatendo e gritando, reparei que ele mantinha o olhar fixo em um ponto na parte de baixo da parede, à qual ele estava chegando cada vez mais perto.
Segui o seu olhar e vi uma tomada na parede, uma daquelas de três pinos.
Ah, que inferno!
Eu não sou uma aberração! Rephaim parecia que ia explodir. Eu sou humano!
Sério? Que tal a gente esperar o sol nascer para ver como você é humano? Dallas sorriu sarcasticamente, aproximando-se mais da parede.
Fingindo o máximo de indiferença que eu conseguia, dei alguns passos em direção à tomada e pensei freneticamente em qual elemento seria melhor invocar se eu precisasse combater a eletricidade.
Acho ótimo Rephaim respondeu. Seja com olhos humanos ou de um pássaro, vou adorar assistir você pegando fogo.
Vai sonhando, seu cuzão! Dallas conseguiu avançar mais para frente, em direção à tomada, quase se soltando de Johnny B. e fazendo que eu tropeçasse e caísse para trás.
E então mãos fortes me pegaram e braços fortes me impediram de cair de bunda no chão. Com um só movimento, Stark me colocou de pé, atrás dele e contra a parede. Então ele encarou Dallas.
Vá embora Stark não levantou a voz. Ele soou calmo, frio e totalmente perigoso.
Esta briga não é sua Dallas respondeu, mas ele já tinha parado de se debater para se soltar de Johnny B.
Se Zoey está nela, então a briga é minha. E você precisa entender que eu vou vencer sempre. Então, desista.
Acabem com isso agora! soando como um general comandando tropas em retirada, Dragon Lankford e vários Filhos de Erebus, inclusive Darius, irromperam na cena, colocando-se entre Dallas e Rephaim. O rosto do Mestre da Espada era como uma nuvem de tempestade. Dallas, você fica aí ele apontou um local na frente dele então, mal olhando para Rephaim, acrescentou: E você aí Dragon apontou para um espaço vazio ao lado de Dallas.
Os dois garotos fizeram o que ele ordenou, apesar de Dallas ainda continuar olhando com ódio para Rephaim. Já o olhar de Rephaim estava totalmente concentrado no Mestre da Espada, que começou a falar severamente com os dois.
Eu não vou tolerar brigas nesta escola. Esta não é uma escola humana de ensino médio. Eu espero que vocês cresçam e parem com esse comportamento infantil e desprezível... Dragon olhou para Dallas e Rephaim. Vocês entenderam?
Eu entendi Rephaim falou rápido e claramente. Não quero causar problemas.
Então vá embora, porque enquanto você estiver aqui vai haver problemas! Dallas disse.
Não! Dragon proferiu a palavra como um chicote. Não vai mais haver problemas nesta escola e você vai responder a mim.
Ele não pertence a este lugar Dallas falou, mas a sua voz estava mais baixa e ele parecia mais rabugento do que perigoso.
Eu concordo com você, Dallas Dragon falou. Mas Nyx não concorda. Enquanto a House of Night servir a Nyx nós vamos obedecer as escolhas dela, mesmo que ela escolha o perdão que nós não podemos dar.
Não pode ou não quer? Stevie Rae atraiu a atenção de todos.
Ela marchou para o lado de Rephaim, pegou a mão dele e encarou Dragon. Eu achei que ela parecia totalmente uma Alta Sacerdotisa poderosa que estava irritada o bastante a ponto de cuspir fogo, e fiquei feliz que o elemento dela fosse terra e não as chamas.
Rephaim não começou essa encrenca com Dallas. Tudo o que ele fez foi me defender quando Dallas me chamou de puta, cadela e outras coisas feias demais para que eu repita. Se fosse qualquer outro no lugar de Rephaim, você não estaria do lado de Dallas.
Eu posso entender que Dallas e muitos estudantes tenham dificuldade em aceitar Rephaim Dragon disse sem rodeios.
Isso é algo que vocês terão que resolver com a Deusa a voz de Neferet passou por entre a multidão de modo sedutor.
Todos se viraram para vê-la na frente da porta com Thanatos ao seu lado.
De acordo com todas as informações, a Deusa se pronunciou pela aceitação de Rephaim Thanatos afirmou. Dallas, você simplesmente vai ter que segui a decisão de Nyx, assim como você, Mestre da Espada.
Ele está sendo bem aceito Stevie Rae soou muito perturbada. Como eu estava tentando explicar, era Dallas quem estava criando problemas, não Rephaim.
E esses problemas vão acabar Dragon falou. Eu deixei isso bem claro.
Você também deixou bem claro que não quer Rephaim aqui Stevie Rae rebateu.
O nosso Mestre da Espada não tem a obrigação de gostar de nenhum de nossos estudantes Neferet interveio com um ar complacente, balançando a cabeça. O seu dever é nos proteger e não nos paparicar.
O seu dever também é ser justo e honrado Thanatos emendou. Dragon Lankford, você acredita que pode ser justo e honrado ao lidar com Rephaim, apesar dos seus sentimentos pessoais por ele?
Dragon estava com a expressão fechada e a voz tensa, mas a sua resposta saiu sem nenhuma hesitação.
Acredito.
Então eu aceito a sua palavra como verdadeira e legítima Thanatos disse. Como todos devem fazer.
Todos também devem ir para a segunda aula Neferet falou rispidamente. Isso já tomou nosso tempo demais ela olhou desdenhosamente para Rephaim e Stevie Rae, antes de se virar regiamente, tocando para dentro os garotos que estavam perto dela. Dragon se juntou a ela, levando os estudantes embasbacados de volta para os corredores, como se ele estivesse arrebanhado gado.
Você consegue ver as Trevas que rodeiam Neferet e os outros vermelhos? Stark me surpreendeu ao dirigir a pergunta direto para Thanatos.
A vampira membro do Conselho Supremo hesitou e então balançou a cabeça devagar.
Eu nunca negociei com as Trevas. Elas não são visíveis para mim.
Eu consigo vê-las Rephaim afirmou. Stark está certo.
Eu também consigo vê-las. Elas deslizam em volta deles como insetos, tocando-os e constantemente se juntando Stevie Rae acrescentou em voz baixa e estremeceu. É nojento.
E Dragon? eu perguntei. Elas estão em volta dele também?
Foi Rephaim quem me respondeu.
Sim e não. Elas o estão seguindo, mas não se ligam a ele como fazem com os outros eles suspiraram pesadamente. Pelo menos, não até agora.
Não é culpa sua Stevie Rae disse a ele com determinação. As escolhas que Dragon está fazendo agora não são culpa sua.
Vou acreditar nisso no dia em que ele me perdoar Rephaim falou. Vamos, eu vou acompanhá-la até a segunda aula.
Nós nos despedimos e combinamos de nos encontrar no almoço, mas Stark e eu não fomos a lugar nenhum. Apenas ficamos ali com Thanatos, observando Rephaim e Stevie Rae se afastarem.
O garoto tem consciência Thanatos comentou.
Sim, ele tem concordei.
Então ainda há esperança para ele ela afirmou.
Infelizmente, isso é algo que Dragon Lankford vai ter que descobrir sozinho, se a morte da sua companheira não fez com que ele se perdesse totalmente de quem ele é.
Você acha que isso aconteceu? Você acredita que Dragon se perdeu totalmente? eu quis saber.
Acredito Thanatos respondeu.

Um comentário:

  1. "estava começando a me sentir à vontade e curiosa quando o cocô atingiu o ventilador." kkkkkkkk ri muitoo

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!