5 de outubro de 2015

Capítulo 19 - Zoey

— Eu nunca gostei dele. — Heath me beijou no topo da cabeça e então arrumou meu cabelo como se eu tivesse 2 anos.
— Você sabe que eu odeio quando você faz isso! — Eu disse, tentando arrumar meu cabelo que já estava uma droga porque, aparentemente, as freiras não acreditam em chapinha.
— Eu nunca gostei dele também. — Stark pegou minha mão e a beijou. Então ele olhou Heath nos olhos. — Eu não gosto muito que você e Zoey tenham um Imprint, mas não tenho um problema com você.
— Estou legal com você também, cara — Heath disse. — Mas eu não gosto muito que você tenha dormido com Zo.
— Hey, é parte do meu trabalhando sendo o Guerreiro dela, manter ela segura e tudo mais.
— Ok, vômito — Aphrodite disse. — Por sinal, nerds ‘testosteronados’, vocês deveriam saber que Z largou Erik – não importa o que ele esteja tentando fazer parecer. Mantenham em mente que ela pode fazer isso com qualquer um de vocês se ficarem muito chatos.
Ela se desenrolou de Darius, marchou até mim, e me olhou nos olhos. — Pronta para entrar e enfrentar a massa de pés no saco?
— Em um segundo. — Eu virei para Irmã Mary Angela. — Como está vovó essa manhã?
— Cansada. Temo que ela tenha feito demais ontem.
— Ela está bem?
— Ela ficará.
— Talvez eu devesse ir até ela e –
Eu comecei a me afastar do refeitório, mas Aphrodite pegou meu pulso. — Vovó vai ficar bem. Agora posso te prometer que é melhor você descobrir o que vamos fazer em seguida do que se estressar com ela.
— Estressar? Alguém disse que eles são estressantes? — Stevie Rae passou pelo canto do corredor com Dallas ao seu lado. — E aí, Z! — Ela me deu um grande abraço. — Desculpe por ter surtado com você antes. Eu acho que nós dois temos andado muito estressadas ultimamente. Me perdoa? — ela sussurrou.
— É claro — eu sussurrei em resposta e tentei não enrugar meu nariz enquanto abraçava ela. Ela tinha cheiro do porão e terra e mais alguma coisa que eu não conseguia identificar. — Hey — eu disse rapidamente para ela. — Eu larguei Erik e ele ficou com Vênus – na frente de todo mundo.
— Bem, isso é tão ruim quanto sua mãe esquecer seu aniversário — ela disse alto, sem prestar atenção na nossa audiência.
— Yeah — eu disse. — Definitivamente é uma droga.
— Você tem que entrar e enfrentar ele, ou quer botar o rabo entre as pernas e fugir? — ela perguntou com um sorriso fofo.
— O que você acha, Ado Annie? — Aphrodite disse.
— Z não foge de uma luta.
— Quem é Ado Annie? — Heath perguntou.
— Não sei — Stark disse.
— É um personagem do musical Oklahoma! — Irmã Mary Angela respondeu quando tentava segurar uma risada. — Vamos tomar café? — sorrindo, a freira entrou no refeitório.
Eu suspirei e tive a vontade de sair correndo pelo corredor, na direção oposta.
— Anda, Z. Vamos entrar e pegar algo para comer. Além do mais, eu tenho coisas para contar a todo mundo que acho que vai fazer o seu problema com namorados virar nada. — Stevie Rae agarrou minha mão, a balançou, e me puxou para o refeitório. Seguida por Stark, Heath, Darius, Aphrodite, e Dallas, encontramos nossos lugares ao lado da Irmã Mary Angela e a mesma mesa onde Damien, Jack, e as Gêmeas já estavam sentadas.
— Hey, Z! Você finalmente levantou! Dá uma olhada nessas panquecas seriamente gostosas que as freiras cozinheiras fizeram para nós — Jack tagarelou para mim.
— Panquecas? — meu mundo instantaneamente se iluminou.
— Yeah! Tem pratos e mais pratos disso e bacon e bolinhos. É melhor do que o restaurante IHOP! — Ele olhou para a mesa e gritou, — Hey! Me passe as panquecas!
Pratos começaram a se mexer, e minha boca começou a salivar. Eu estava seriamente afim de uma panqueca.
— Preferimos torradas — Shaunee disse.
— Yeah, não é tão esmagado — Erin disse.
— Panquecas não são esmagadas — Jack disse.
— Merry meet, Z — Damien falou, obviamente se desviando do assunto das panquecas.
— Merry meet — eu sorri para ele.
— Hey, fora o seu cabelo horrível você parece melhor do que antes — Jack disse.
— Obrigado. Eu acho. — Eu disse dando uma enorme mordida na panqueca.
— Eu acho que ela está incrível — Stark disse de onde estava sentado um pouco mais distante na mesa.
— Eu também. Eu gosto do cabelo bagunçado da Zoey — Heath sorriu para mim. Eu estava virando os olhos para os dois quando a voz de Erik passou pelo salão até eu.
— Muito, muito lotado lá. — Ele estava de costas para nós, mas isso não impediu a voz dele de se projetar arrogante. Porque términos de namoro não podem ser fáceis? Porque Erik não podia simplesmente não ser um chato? Porque você magoou os sentimentos dele, o pensamento passou por minha mente, mas eu estava cansada de me preocupar com os sentimentos de Erik. Ele foi um idiota possessivo! E que maldito hipócrita. Ele me chamava de vadia, mas ele levou menos de um dia para ficar com outra pessoa. Jeesh.
— Espere, Erik está com Vênus? — A voz de Jack chamou minha atenção.
— Terminamos ontem a noite — eu disse, indiferente colocando panquecas no meu prato e acenando para Erin me passar mais bacon.
— Yeah, foi o que Aphrodite nos disse. Mas agora ele está com Vênus? Assim do nada? — Jack repetiu, encarando Erik e a mencionada Vênus, que estava igual ao macaco aranha em cima dele enforcando tanto ele que eu fiquei chocada por ele conseguir comer. — Eu achei que ele fosse um cara legal. — Jack soava totalmente jovem e iludido, como se Erik tivesse acabado com sua baboseira de cara perfeito. Eu dei de ombros.
— Está tudo bem, Jack. Erik não é um cara ruim. Somos apenas ruins juntos — eu disse, odiando em ver o quão chateado Jack parecia. Querendo mudar de assunto, eu anunciei, — Aphrodite teve outra visão.
— O que você viu? — Damien perguntou a ela.
Aphrodite olhou para mim, e eu acenei quase imperceptivelmente. — Kalona queimando vampiros e pessoas.
— Queimando elas? — Shaunne falou. — Parece com algo que eu deveria ser capaz de desencorajar. Eu sou a Srta. Fogo.
— Você está certa, Gêmea — Erin disse.
— Compartilhadoras de cérebro – vocês não estavam na visão. — Aphrodite apontou seu garfo para as Gêmeas. — Fogo e sangue e horror e outras coisas estavam. — Shaunee e Erin cerraram os olhos para Aphrodite.
— Onde estava Zoey? — Damien perguntou. O olhar de Aphrodite encontrou o meu e ela respondeu.
— Zoey estava lá. Em uma visão isso era uma coisa boa. Na outra, nem tanto.
— O que isso significa? — Jack perguntou.
— A visão era confusa. Parece que o que eu vi era uma espada de dois gumes. — Para mim era óbvio que ela estava protelando, e eu estava abrindo a boca para dizer a ela ir em frente e contar a todo mundo quando Kramisha, que estava sentada na mesa a minha direita, ergueu seu braço e acenou para um pedaço de papel que ela estava segurando.
— Eu sei o que significa — ela disse. — Ou eu sei parte do que significa. Eu escrevi antes de ir para cama ontem. — Ela sorriu para a Irmã Mary Angela. — Depois que terminamos de vir o filme da freira.
— Fico feliz que você tenha gostado, querida — Irmã Mary Angela disse.
— Eu gostei, mas eu ainda acho que aqueles garotos eram maus.
— O que você está segurando? — Aphrodite perguntou.
— Você poderia ser um pouco paciente — Kramisha disse. — E mostrar alguma educação. É para Zoey, de qualquer forma. Aqui, passe para ela.
O pedaço de papel foi passado de pessoa a pessoa até chegar a mim. Como todos provavelmente suspeitavam, era um dos poemas de Kramisha. Eu dei um suspiro. Conforme eu lia na minha mente, Aphrodite disse, — Por favor me diga que não é outro daqueles poemas proféticos. Deusa, eles me dão dor de cabeça.
— Melhor guardar Tylenol — eu disse. Eu li a primeira linha para mim mesma, pisquei, e então olhei para Aphrodite. — O que você acabou de dizer? Algo sobre uma espada?
— Ela disse que você estar lá com Kalona era uma espada de dois gumes. Foi isso que me fez te dar o poema agora, ao invés de esperar para uma hora mais privada.
O olhar afiado de Kramisha encontrou Erik, então ela acrescentou, — eu tenho mais cabeça do que algumas pessoas, em expor meus assuntos em público.
— Essa é a primeira linha do poema, “Uma espada de dois gumes” — eu disse.
— Isso é assustador — disse Stevie Rae.
— Yep — eu disse, encarando o poema. — Assustador é uma boa palavra para isso.
— O que você quer fazer sobre isso? — Damien me perguntou.
— Eu quero pegar o poema e, com a ajuda dos meus amigos, entender. Mas quero fazer isso em casa — eu disse simplesmente.
Damien sorriu e acenou. — Casa. Isso soa legal.
Eu olhei para Aphrodite. — O que você acha?
— Eu acho que sinto falta do chuveiro Vichy do meu quarto — ela disse.
— Darius?
— Temos que voltar antes de nos concentrar em seguir em frente.
— Shaunee e Erin? — Elas se olharam, e então Erin disse, — Casa. Definitivamente.
— Stevie Rae?
— Bem, eu tenho algo para dizer a vocês antes de você tomar a grande decisão.
— Ok, vá em frente — eu disse.
Eu observei Stevie Rae inalar profundamente e então soprar através de seus lábios, como se ela estivesse fazendo um teste de asma. As palavras dela seguiram por seu fôlego e ela falou rápida e claramente, deixando o que ela disse passar pelo salão. — Tem mais calouros vermelhos do que os que estão aqui. Eles não mudaram quando eu mudei como os que estão aqui. Eles ainda são ruins. Eu acho – eu acho que eles ainda podem estar conectados com Neferet. — Ela virou na minha direção seus olhos me imploraram para entender. — Eu não disse nada para você porque eu queria dar a eles uma chance. Eu pensei que se eles encontrariam sua humanidade de novo se ficassem em paz e pudessem pensar nas coisas por conta própria, ou talvez eu pudesse ajudar eles. Sinto muito, Z. Eu não queria causar problemas e nunca quis mentir para você.
Eu não podia ficar com raiva de Stevie Rae. Tudo o que eu podia fazer era sentir alívio por ela finalmente ter dito a verdade. — Às vezes você não pode contar a seus amigos tudo que gostaria — eu disse.
Stevie Rae soltou o ar em um soluço. — Oh, Z! Você não me odeia?
— É claro que não — eu disse. — Eu tive que esconder alguns segredos horríveis, então eu entendo.
— Onde eles estão? — A pergunta de Damien podia parecer dura, mas sua voz era gentil, seus olhos castanhos quentes cheios de entendimento.
— Eles estão nos túneis do depósito. É por isso que selei o túnel de terra que fez todos chegarem aqui. Eu não queria que nenhum deles nos seguisse e causasse problemas para as freiras.
— Você deveria ter nos avisando ontem — Darius disse. — Teríamos postado guardas enquanto todos dormiam.
— Tem calouros vermelhos marotos na outra ponta do túnel? — Irmã Mary Angela tinha encontrado o rosário pendurado em seu pescoço.
— Oh, Irmã, vocês não estão em perigo. Darius, não precisávamos ter postado guardas, eu prometo! — Ela rapidamente explicou. — Aqueles outros garotos são muito afetados pela luz do sol. Eles nunca iriam se mover enquanto o sol está presente, nem mesmo pelos túneis.
O franzido de Darius dizia que ele ainda teria colocado guardas. Irmã Mary Angela não disse nada, mas eu vi os dedos dela passando pelas contas do rosário. Foi então que eu notei que nenhum dos calouros vermelhos estava falando. Eu olhei para o único outro vampiro vermelho que existe.
— Você sabia sobre os outros calouros?
— Eu? Diabos, não. Eu teria te contado imediatamente — Stark disse.
— Eu deveria ter te dito imediatamente. Eu realmente sinto muito por não ter feito isso — Stevie Rae disse.
— Às vezes a verdade não pode ser simplesmente revelada e é difícil descobrir como revelar ela — eu disse a ela, e então olhei ao redor para os outros calouros vermelhos. — Vocês todos sabiam, não sabiam?
Kramisha falou. — Sabíamos. Não gostamos dos outros garotos. Eles são ruins.
— Eles tem um cheiro ruim também — a pequena Shannoncompton disse do lado mais distante da mesa.
— Eles são uma droga — Dallas disse. — E eles nos lembram do que costumávamos ser.
— Isso é algo que não gostamos de lembrar — disse o musculoso Johnny B. Eu voltei minha atenção de volta a Stevie Rae.
— Tem mais alguma coisa que você queira me dizer?
— Bem, eu não acho que seja inteligente voltar para os túneis do depósito agora, então ir para casa, para a Hosue of Night parece bom para mim.
— Então está decidido. Vamos para casa — eu disse.

11 comentários:

  1. "e que maldito hipócrita. Ele me chamava de vadia, mas ele levou menos de um dia para ficar com outra pessoa. Jeesh."
    Gata,vc tava com o Stark menos de uma hora depois. Quem é hipócrita aqui?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas elaa não fez nada com o stark...
      E ela ficou com ele pq assim não sonhava com o kalona... sei la so acho que ela não tem culpa... ;-)

      Excluir
    2. Concordo Zoey não tem culpa, ela teve seus erros, mas aprendeu com ele e não saiu dando pra todo mundo. É ela não foi atrás de Stark, ele que foi para protege-lâ. Sei lá so acho que antes o Erik era fofo e tals, mas agora eu acho que gosto mais de kalona do que ele. Acho que ele so perde pra Nerferet kkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. E como o Stark disse, ele não é namorado dela, ele é o GUERREIRO dela, e o Heath tem um IMPRINT com ela, é o consorte dela. Os dois estão conectados com ela de uma forma, mas não tem um compromisso como o namoro.
      E como o Erik já disse uma vez, altas sacerdotisas tem um consorte e um companheiro, então, se o Stark decidir ser o companheiro da Zoey, não seria problema nenhum manter o heath.
      O Erik estava sobrando mesmo. Ele ficou magoado, ok, mas nada justifica o fato dele estar usando a Venus pra sair por cima nessa história, como se ele tivesse pouco de lixando pra Zoey, como se estivesse mais do que satisfeito por ter se livrado dela. Ele está sendo um babacão.

      Excluir
  2. caramba o Erik gosta de humilhar .. ele mereçe muito e chifre

    ResponderExcluir
  3. Gente o Erik realmente foi um idiota. Mas ele teve seus motivos. A Zoey sempre colocou ele em segundo lugar. Sempre teve outros caras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim a Zoey teve seu consorte e Loren agr Stark... Mas ele podia ser paciente... E n ter dormido e etc com Venus!!! Ele tem q entender q a Zoey vai virar uma Alta Sacerdotisa então deixa ela em paz! Quem mandou querer ficar com ela e foi ele q correu atras!

      Excluir
    2. Ele está magoado, ok, mas não é pelos motivos que vc alega, ele está com o ego ferido, e não sofrendo por ter perdido a zoey, se fosse assim ele não estaria tentando humilhá-la toda vez que não se sentisse satisfeito. Ele tentou humilhar ela agora, e humilhou ela depois que a encontrou com o Loren, isso não é atitude de quem está de coração partido. Tu viu como o heath reagiu depois de descobrir que a Z tinha transado com o Loren? Ele foi um homem de verdade, agiu certo, já esse Erik está saindo um tremendo de um babaca, nada justifica esse comportamento.

      Excluir
  4. foda-se ERIK eu nunca gostei dele mesmo
    ass:leticia

    ResponderExcluir
  5. Existe uma frase que é se amas alguém então deixa ir essa pessoa. O Erik devia pensar um pouco nela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece que ele não ama a Z de verdade, ele SE ama mais, por isso está agindo assim, está com o ego de macho dele ferido, ele sabe que saiu perdendo.

      Excluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!