8 de outubro de 2015

Capítulo 18 - Zoey

O domingo foi tão péssimo quanto o sábado tinha sido. Tempos depois, olhando para trás, eu percebi que foi quando Erin e Shaunee se separaram que a coisa toda começou a desandar. Foi estranho que o fato de as duas não se falarem provocou no resto do pessoal.
Era como se a irritação de uma com a outra desequilibrasse todo mundo.
— Eu não sei você, mas as compartilhadoras de cérebro estão me deixando louca  Aphrodite se estatelou ao meu lado no meio-fio em que eu estava sentada, no antigo caminho de entrada da estação.
Suspirei e pensei lá se vai minha tentativa de ficar sozinha por um segundo. Eu me afastei para abrir mais espaço para ela.
 É, eu sei. É estranho elas não estarem mais sempre juntas, e agora Shaunee parece prestes a explodir em lágrimas a qualquer momento e Erin está toda quita e amuada. Isso tudo é muito louco.
— Fogo e gelo  Aphrodite murmurou.
Minhas sobrancelhas se levantaram.
 Sabe, você pode estar certa.
 Não sei quando você vai se ligar e perceber que eu estou certa na maior parte do tempo  Aphrodite pegou uma lixa enfeitada com brilhos na sua bolsa da Coach e começou a lixar as unhas.  Eu não sei o que mais aquele poema idiota significa, mas parte dele definitivamente é sobre as compartilhadoras de cérebro.
 Por que você está lixando as unhas?
Ele me olhou como se eu fosse uma otária.
 Porque esta cidade ridícula não tem spas que ficam abertos à noite inteira. Bem, sem contar aqueles assustadores, mas eu só quero fazer as unhas, não minha vagina. Por falar nisso, também não quero pegar HIV.
 Aphrodite, às vezes o que você diz não faz o menor sentido.
 De nada por alargar os seus horizontes. Enfim, como eu estaca dizendo, o que você vai fazer em relação a Tweedledee e Tweedledumber?
 Ahn, nada. Elas são melhores amigas. Às vezes, duas melhores amigas ficam bravas uma com a outra. Elas vão ter que descobrir sozinhas um jeito de se perdoarem.
— É sério? Isso é tudo?
— Bem, Aphrodite, o que diabos você espera que eu faça?
 Você acabou de praguejar? “Diabo”  ela colocou aspas com os dedos — não é uma palavra maldita?
 Que tal você encontrar com ele em pessoa e descobrir?  franzi meus olhos para ela.  E, pela milésima vez, não há nada de errado em não ser boca-suja!
 Gritando e praguejando. Agora só falta você me dizer que bolas de neve estão voando porto do coisa ruim lá no inferno.
 Você é detestável  falei.
— Obrigada. Mas, falando sério, o que você vai fazer em relação às gêmeas?
 Deixe elas respirarem!  eu não tive a intenção de gritar, mas o eco do edifício de pedra me mostrou outra coisa.
Respirei fundo e tentei parar de querer estrangular Aphrodite.
— Eu não posso ser a responsável por resolver tudo cada vez que um dos meus amigos tem problemas com outros amigos. Isso não faz sentido.
 Isso está em um poema idiota, mas profético  ela respondeu, lixando as unhas.
 Eu ainda não vejo com isso faz que eu...
Fechei minha boca quando o grande Lincoln Town Car preto surgiu na entrada circular da estação e parou na nossa frente. Enquanto a gente observava com as bocas ridiculamente abertas, um guerreiro Filho de Erebus saiu do assento do motorista, ignorando-nos completamente, e abriu a porta detrás do carro.
Longa, esbelta e vestida de veludo azul escuro, Thanatos pegou a mão do guerreiro e graciosamente saiu do veículo. Ela sorriu para nós e assentiu quando ele se curvou para ela, mas a sua atenção estava claramente voltada para o prédio da estação.
 Que exemplo adorável de arquitetura art décor dos anos 1930  ela disse, reparando na fachada da estação.  Eu lamento que as estradas de ferro tenham perdido importância. Quando elas finalmente foram desenvolvidas, eram um modo maravilhoso e relaxante de se deslocar por este grande país. Na verdade, ainda são hoje em dia. É pena que haja tão poucas rotas de trem modernas disponíveis. Vocês deveriam ter visitado uma estação nos anos 1940: tragédia, esperança, desespero e coragem, tudo concentrado em um espaço vibrante e vivo  ela continuou a fitar intensamente o velho edifício. — Não eram como os aeroportos horrendos de hoje. Eles não têm nenhum romance, alma e vida, principalmente desde a tragédia de 11 de Setembro. Tão triste... tão triste...
— Ahn, Thanatos, será que eu posso ajudá-la em algo? — Finalmente perguntei depois de ficar óbvio que ela iria ficar ali olhando a estação, tipo, para sempre.
Ela fez um gesto para que o guerreiro voltasse para o carro.
 Espere por mim do outro lado da rua no estacionamento. Eu não vou demorar  ela afirmou, e então, ele se curvou para ela e partiu com o carro.
Ela encarou Aphrodite e a mim.
 Senhoritas, acho que chegou a hora de uma mudança.
 Uma mudança de quê?  eu quis saber.
 Aparentemente, uma mudança na nossa entrada  Aphrodite falou ironicamente.  Kalona veio por aqui. Thanatos está aqui. Nós precisamos colocar algum tipo de tapete de boas-vindas aqui, pois toda aquela coisa de entrar pelo porão nojento não está dando certo.
 Isso foi colocado de modo estranho, mas verdadeiro  Thanatos disse.  E é uma das razões pelas quais, em nome do Conselho Supremo dos Vampiros, eu comprei este edifício para vocês.
Eu pisquei surpresa e tentei formular uma resposta adequada, até que Aphrodite se manifestou:
 Espero que isso signifique uma reforma.
 Significa sim  Thanatos concordou.
 Espere um pouco  eu me pronunciei.  Nós não somos uma House of Night. Por que o Conselho Supremo iria se envolver com o lugar em que estamos morando?
 Porque nós somos especiais, incríveis e eles não querem que a gente viva em um cortiço imundo  Aphrodite opinou.
 Ou porque eles querem controlar o lugar onda a gente vive e o que nós fazemos aqui afirmei.
Thanatos levantou suas sobrancelhas.
— Você fala com a autoridade de uma Alta Sacerdotisa.
 Eu não sou realmente uma  assegurei a ela.  Ainda sou uma caloura. Stevie Rae á a Alta Sacerdotisa aqui.
 E onde ela está?
 Ela está com Rephaim. Logo o dia vai clarear e eles gostam de ficar juntos antes de ele se transformar em um pássaro  respondi de forma direta.
 E o que você é?
Franzi a testa.
 Você sabe o tanto o que eu faço quanto o que eu sou. Você sabe que Stark recebeu a espada do Guardião no Outromundo, o que significa, consequentemente, que sou uma rainha, pois ele é meu guerreiro e Guardião.
— Por que todas essas perguntas? Eu pensei que você estava do nosso lado — Aphrodite interveio.
 Eu estou do lado da verdade  Thanatos afirmou.
 Você sabe que Neferet é uma vaca mentirosa  Aphrodite a lembrou.
 Nós contamos tudo para você na Ilha de São Clemente, quando Zoey estava em La La Land.
 Ela quis dizer no Outromundo  revirei os olhos para Aphrodite.
 Sim, certo, no Outromundo. Que seja  ela continuou.  Mas lá, nós contamos a você a verdade sobre Neferet e você agiu como se acreditasse na gente. Você até nos ajudou a desvendar a coisa de Skye com Stark. Então, o que há com você agora?
Houve uma pausa enorme, o que me deu tempo suficiente para pensar se Aphrodite e eu tínhamos ido longe demais. Quero dizer, Thanatos era uma vampira antiga e poderosa, membro do Conselho Supremo e cuja afinidade concedida pela Deusa era com a morte. Provavelmente não era uma boa ideia questioná-la, quanto mais irritá-la.
 Eu acredito que o que vocês me contaram quando a alma de Zoey estava despedaçada era o que vocês achavam que era a verdade  Thanatos finalmente falou.
 Eu estou de volta e nós não estamos na Itália, mas a verdade não mudou. Neferet não mudou  eu afirmei.
 E ainda assim ela insiste que foi perdoada pela Deusa e que ela a presenteou com Aurox como sinal de favor divino  Thanatos disse.
 Isso é cascata  eu repliquei.  Neferet não mudou e Aurox não é um presente de Nyx.
 Eu realmente acredito que Neferet está escondendo a verdade — Thanatos comentou.
 Esse é um modo de colocar as coisas — falei.
 Mas não é o modo como nós colocamos  Aphrodite completou.
 Nós não queremos ser desrespeitosas  acrescentei.  Só que já estamos enfrentando Neferet há um bom tempo e temos vistos coisas que ela cuidadosamente esconde do Conselho Supremo e, na verdade, da maioria dos vampiros em geral.
 Mas, quando tentamos desmascará-la, ninguém acredita na gente porque somos crianças  Aphrodite se queixou.  E um grupo de crianças ferradas e rejeitadas.
Levantei minhas sobrancelhas para Aphrodite e ela consertou:
 Bem, eu não. Estou falando de vocês.
— Isso é parte da razão pela qual estou aqui  Thanatos disse.  Para ser os olhos e ouvidos do Conselho Supremo.
 Então o que significa que eu posso dar um descanso para o cartão de crédito ouro da minha mãe e que alguns de nós, tipo aqueles que não precisam se enfiar em um caixão quando o sol nasce, vão poder ter quartos descentes aqui em cima quando este prédio for reformado  Aphrodite sugeriu.
 Significa isso sim. E também que isto aqui pode se transformar em uma legítima House of Night, sem nenhum vínculo com a House of Night de Tulsa — Thanatos explicou.  O Conselho Supremo acredita que é sábio ter uma House of Night dos calouros vermelhos que permaneça, na maior parte do tempo, separada da original.
 Tudo bem, mas espere aí. Foi exatamente por isso que não construíram duas escolas de ensino médio em Broken Arrow. Seria muita rivalidade em um só distrito — falei.  O ódio entre Union e Jenks já está de bom tamanho, e Broken Arrow precisa resolver isso com uma frente unida.
 De que diabos você está falando?  Aphrodite perguntou.
 Broken Arrow... Union... Jenks  respondi.  Escolas de ensino médio demais em uma só cidade é péssimo.
 Você era presidente do grêmio estudantil ou já teve outra posição socialmente inaceitável assim? Tulsa tem tipo um milhão de escolas de ensino médio e o inferno ainda não chegou  Aphrodite disse.  Ter um monte de garotos indo de ônibus para uma escola é simplesmente uma coisa de retardado e permite que os pobretões se espalhem. Eca. Felizmente, Thanatos se colocou entre nós duas.
 Os padrões de adolescentes humanos nunca influenciaram a lei dos vampiros. Tulsa está em um ponto central do país. Definitivamente, pode suportar uma segunda House of Night. Nossos números estão crescendo, principalmente com o fluxo de calouros vermelhos, que têm sido descobertos em outras áreas além daqui.
 Há outros calouros vermelhos? Quero dizer, além dos nossos? — perguntei.
— Sim.
 Mas algum foi Marcado em vermelho ou eles morreram e reviveram e então se tornaram vermelhos?  Aphrodite quis saber antes que eu pudesse olhar para ela com cara de cala a boca.
 A sua é a única caloura vermelha nos registros a ser Marcada em vermelho — Thanatos afirmou.
 Então você sabe sobre Shaylin?  perguntei, prendendo a respiração.
 Sim. Neferet me informou que ela era cega antes de ser Marcada e que agora ela recuperou a visão. Ela deduziu que a pobre garota já estava destruída, portanto não precisou morrer para receber a Marca vermelha.
Eu quis defender Shaylin e dizer que ela não estava destruída, que ela era especial, mas meus instintos me disseram para continuar de boca fechada sobre a Visão Verdadeira.
 Zoey, não há motivo para esconder nada de ninguém que está procurando a verdade, a menos que você prefira mentiras e falsidades — Thanatos me surpreendeu ao dizer isso.
Eu encontrei o seu olhar intenso.
— Eu não prefiro mentiras e falsidades, mas uma coisa importante que Neferet me ensinou é tomar cuidado e pensar bem em quem confiar — e, como os meus instintos continuavam a falar comigo, eu disse o resto do que estava na minha cabeça.  Ouvi dizer que Neferet tem um novo Consorte. Você ouviu algo sobre isso?
 Não. Zoey, você não está confundindo Aurox com um Consorte dela? Seja ele ou não presente de Nyx, Neferet não deu nenhuma indicação de que está romanticamente envolvida com ele. Parece que ele é simplesmente um servo dela.
 Não estou falando sobre Aurox  continuei, apesar de o meu estômago ficar embrulhado apenas por eu falar o nome dele.  Estou falando sobre o touro branco.
Thanatos pareceu completamente chocada.
 Zoey, a adoração do touro branco e do touro negro é antiga e sua popularidade morreu há séculos. Eu só tenho uma compreensão rudimentar dessa religião e do seu passado, mas posso dizer que nenhuma Sacerdotisa de Nyx jamais se entregou ao touro branco. O que você está dizendo seria uma abominação e é uma grave acusação  enquanto falava, Thanatos ficava cada vez mais pálida, até que finalmente ela ficou tão perturbada que o ar em volta dela levantou o seu cabelo e começou a soprar com pequenas e agitadas rajadas de vento.
Uma afinidade com o ar além da afinidade com a morte; que interessante, pensei.
 Não estou acusando ninguém  eu disse em voz alta.  Só perguntei se você ouviu alguma coisa a respeito disso.
 Não! O Conselho Supremo, assim como a comunidade dos vampiros, acredita que Kalona, a criatura que Neferet diz ser Erebus encarnado, era e continua a seu o seu Consorte, apesar de ele ter sido banido do lado dela por cem anos.
Aphrodite bufou.
 Isso é mentira. Kalona estava aqui com Neferet, porque ele pensava que ela tinha controle sob sua alma. Mas algo deu errado no Planeta dos Loucos e Neferet perdeu o controle sobre ele  Aphrodite falou. Eu pensei que ela ia deixar escapar o resto das novidades sobre Kalona ter aparecido querendo uma trégua coma gente para destruir Neferet, mas em vez disso ela disse algo mais inteligente.  Ahn, você responderia uma perguntinha rápida?
Parecendo totalmente abalada, Thanatos assentiu.
 Certo, digamos que Aurox não seja um presente de Nyx e em vez disso, não sei, digamos que ele seja alguma coisa super do mal que o touro branco e Neferet fizeram juntos porque eles estavam sendo totalmente inapropriados. O que seria preciso para criar algo como ele?
 Um sacrifício de uma Alta Sacerdotisa  Thanatos respondeu.
 Você quer dizer que Neferet teria que ter matado alguém especificamente para a criação de Aurox?  Aphrodite perguntou.
 Sim, mas eu estremeço só de pensar em um comportamento tão psicopata.
— É, nós também  Aphrodite concordou e se virou para mim com um olhar triste mas de entendimento.  Muitas pessoas em volta de nós morreram recentemente.
 É — ecoei, sentindo-me muito enjoada.  Pessoas demais.


Aurox

A garota apareceu de surpresa. Ele estava fazendo a sua ronda noturna, conforme as ordens de Neferet, principalmente para garantir que nenhum Corvo Escarnecedor entrasse nos limites da House of Night, quando chegou perto do prédio do dormitório feminino.
Ela estava embaixo de uma das grandes árvores e, quando ele se aproximou, ela se colocou bem no seu caminho.
 Olá  o sorriso dela era cativante.  Meu nome é Becca. Nós ainda não fomos apresentados, mas eu tenho andado de olho em você.
 Oi, Becca  curioso, ele permitiu que ela o parasse.
Ela não era bonita ou incomum como algumas outras calouras. Como Zoey, sua mente sussurrou, mas ele se envergonhou desse pensamento. Essa caloura Becca tinha um encanto próprio, e sua linguagem corporal, o modo como ela empinava o quadril e jogava para trás seu longo cabelo loiro, mostrava que ela a agradava.
 Meu nome é Aurox.
Ela riu e lambeu seus lábios cor-de-rosa brilhantes.
 Sim, eu sei quem você é. Como eu disse, estou de olho em você.
 E o que você percebeu depois de estar de olho em mim?  ele repetiu as palavras dela.
 Que você garante em uma briga, o que é uma boa coisa hoje em dia.
Então ela o tocou, deslizando uma unha pintada de rosa pelo seu peito, e foi nessa hora que as emoções dela o agitaram. Ele podia sentir o desejo da garota, misturado com atrevimento e um pouco de malicia também.
Aurox inspirou profundamente, inalando o perfume intoxicante da luxúria salpicada de maldade. Um tremor de ansiedade o atravessou enquanto o poder dentro dele começava a crescer.
 Aaaah, você é duro  Becca sorriu suavemente, chegando ainda mais perto.  Quero dizer, os seus músculos  o desejo dela aumentou enquanto seus seios roçavam o peito dele.
Ela se inclinou em direção a ele, lambeu o seu pescoço e o mordeu, não forte o bastante para sair sangue, mas também não estava suave para significar apenas uma brincadeira.
Aquilo deu prazer ao touro dentro dele, e a criatura se excitou.
 Você gosta de dor?  Aurox perguntou enquanto descia suas mãos bruscamente pelas costas dela.
Então ele abaixou a cabeça de modo que os seus dentes encontraram a curva macia do pescoço dela. Ele mordeu, intencionalmente fazendo-a sangrar, apesar de ele não gostar nem um pouco do gosto dela.
— Você gosta de dor?  ele repetiu a pergunta com o sangue dela na boca, apesar de poder sentir a resposta na onda de luxúria que a fez estremecer.
 Eu adoro  Becca gemeu.  Venha cá. Deixe-me experimentar um pouco do seu gosto. Seja o meu Consorte, o meu homem.
Aurox não pensou em impedi-la. Ele não pensou em nada. Ele apenas sentiu a luxúria intensificada por um espírito maldoso e afoito. Aurox se deixou levar. Ele se deitou sobre a garota, fechou os olhos e se entregou a ela dizendo palavras que vieram do fundo do seu subconsciente, que eram tão instintivas e automáticas que pensar e entender não tinham nada a ver com elas:
 Sim, Zo. Morda-me.
 Seu idiota! Zoey? Eu vou dar a você algo que vai fazer Zoey Redbird parecer mansinha  Becca o mordeu. Com força. Ele sentiu a dor aguda e o calor do seu sangue empoçando. Então ela pressionou a boca contra a ferida fresca no seu pescoço, mas só por um instante. Ele sentiu a mudança nela assim que ela provou o seu sangue. A raiva e o desejo dela se dissiparam e foram substituídos por puro medo.
 Ah, Deusa! Não, tem algo errado!  Becca tentou se afastar dele, mas Aurox a levantou, deu dois passos decididos e a encostou contra a árvore. — Espere, não!  Becca insistiu, tentando manter a voz calma, apesar de o seu medo invadir Aurox, alimentando-o e transformando-o.  Pare! Tem alguma coisa errada com o seu gosto!
A criatura dentro dele pulsava e arqueava, procurando se libertar e dilacerar. Ele bufou e o touro dentro dele se refletiu no som.
 É serio, pare! Não quero ficar com alguém que está a fim de Zoey!
Zoey...
O nome ecoou dentro dele, extinguindo o touro como água no fogo.
 O que está acontecendo aqui?
Ao som da voz de Dragon, Aurox deu um passo para trás, soltando Becca.
A garota desabou contra a árvore e olhou cheia de medo para Aurox.
— Aurox? Becca? Há algum problema entre vocês?  Dragon perguntou.
— Não, só um pequeno mal-entendido. Eu pensei que a caloura sabia o que queria  Aurox respondeu, encarando o Mestre da Espada e ignorando Becca. — Eu estava errado.
Ela se afastou da árvore e apressadamente se colocou atrás de Dragon. O medo dela rapidamente foi substituído por autoconfiança e raiva.
 Eu sei o que eu não quero, ou seja, outro cara que está com Zoey na cabeça. E eu espero que você goste de ficar na fila, pois tem uma longa lista de outros caras que chegaram lá antes de você.
 Becca, não há motivos para ser rude. Você sabe que vampiros acreditam em liberdade de escolha e desejo mútuo. Se o desejo não é correspondido, então prefira ir embora com elegância  Dragon disse com firmeza.
— Parece ótimo para mim  Becca falou para Dragon e então olhou com desprezo na direção de Aurox.  Boa noite, idiota  ela saiu batendo os pés.
— Aurox  Dragon começou devagar.  A sociedade dos vampiros está aberta para os diferentes caminhos que levavam ao desejo e à satisfação da paixão, mas você precisa saber que alguns desses caminhos entre todos os envolvidos e um nível de experiência profundo e evidente  o suspiro de Dragon o fez parecer velho e cansado.  Você entende o que eu estou tentando explicar?
 Sim  Aurox respondeu.  A caloura Becca tem um espírito maldoso.
 Ela tem? Eu não havia percebido.
 Eu acredito que Zoey não tem um espírito maldoso  ele afirmou.
A sobrancelha de Dragon se levantou.
 Sim, eu também acho que ela não tem. Você sabe que Neferet e Zoey não se dão bem, certo?
Aurox encontrou o olhar dele.
 Elas são inimigas.
O olhar intenso de Dragon não vacilou.
 Sim, você pode descrevê-las dessa forma, apesar de eu preferir que as circunstâncias fossem diferentes.
 Você não é um seguidos de Neferet — Aurox disse.
A expressão do Mestre da Espada se congelou e o seu semblante cansado, mas aberto, se fechou.
 Eu sigo a mim mesmo e a ninguém mais.
 Nem Nyx?
 Eu não vou me levantar contra a Deusa, mas também não vou me levantar por ninguém exceto por mim mesmo. O caminho do dragão é o único que me sobrou.
Aurox o observou. As emoções dele estavam encobertas. O vampiro não deixava transparecer nada – nem raiva, nem desespero, nem medo. Era intrigante. Talvez tenha sido esse enigma que o fez falar sobre o mistério dentro de si mesmo.
 Eu disse o nome de Zoey em vez do de Becca.
Dragon levantou as sobrancelhas de novo e sua expressão mostrou que ele achou um pouco de graça.
 Bem, Aurox, as mulheres, de espírito maldoso ou não, não gostam quando você está com uma delas e fala o nome de outra.
 Mas eu não sei por que fiz isso.
Dragon deu de ombros.
 Zoey devia estar na sua cabeça.
 Eu não percebi.
— Às vezes, não percebemos.
 Então, isso é normal? —– Aurox relaxou.
 Em mais de cem anos, a única coisa que eu descobri que não muda nunca é que realmente não existe nada normal quando se trata de mulheres  Dragon afirmou.
 Mestre da Espada, posso pedir um favor a você?
— Pode  ele falou.
 Não conte nada do que aconteceu aqui hoje à noite para Neferet.
 Eu guardo meus pensamentos para mim mesmo, garoto. Você deveria se lembrar de guardar os seus também  o Mestre da Espada deu um tapinha no ombro dele e foi embora, deixando Aurox confuso, preocupado e, como sempre, sozinho.

2 comentários:

  1. Alto Sacerdotisacrifício. Nome esquisito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá meio errado isso aí... vou arrumar hueaheuahe

      Excluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!