8 de outubro de 2015

Capítulo 13 - Stark

O sonho de Stark começou bem. Ele estava em uma praia incrível, com areia branca em volta e água azul diante dele. O sol ainda não o havia queimado. Na verdade, era como antes de ele ter sido Marcado, era ótimo sentir o sol no rosto e nos ombros. Ele estava disparando flechas em um grande alvo redondo com formas de olho de touro, que magicamente absorvia as flechas, que por sua vez depois reapareciam na areia ao seu lado, de modo que ele podia ficar disparando flechas sem parar.
Ele só estava pensando em como o sonho ficaria realmente excelente se Zoey aparecesse na praia de biquíni. Ou talvez fosse uma praia europeia e Zoey aparecesse fazendo topless. Isso seria ainda melhor.
E então, como acontece muito em sonhos, a cena se alterou e de repente Zoey estava lá, só que eles não estavam na praia. Ela estava toda envolvida nos braços dele, quente, macia e com um cheiro muito bom.
 Ei, você está acordado e o sol não se pôs ainda — ela disse, sorrindo para ele.
— É. Deixa eu te mostrar o quanto estou acordado  ele abriu o sorriso para ela e a beijou; o gosto dela era doce. O corpo dela se encaixava com o dele perfeitamente. Ela deu aquele gemidinho suspirado que ela dava quando estava se sentindo bem de verdade.
Mas bem no momento em que ele estava realmente entrando no sonho, Zoey se afastou dele. Ele olhou para ela com cara de interrogação, pensando que talvez fosse um sonho incrível e que ela iria fazer um strip-tease para ele. Então ele viu a expressão do rosto dela. Era de pavor com olhos arregalados.
 Detenha-as!  ela gritou.  Stark! Guardião! Ajude-me!
Ela estava estendendo os braços em direção a ele enquanto gavinhas escuras tipo serpentes a arrastavam para longe.
Stark ficou em pé em um pulo e a espada do Guardião apareceu na sua mão. Ele correu na direção dela, saltou sobre o seu corpo caído e se estatelou no meio daqueles filamentos de Trevas. Atacando com a espada uma, duas outras cresciam no seu lugar e grudavam novamente como velcro no corpo de Zoey.
— Stark! Ah, Deusa! Ajude-me!
 Estou tentando! Zoey, estou fazendo o melhor que eu posso  mas ele não estava fazendo diferença contra as Trevas. Nessa hora, Z estava completamente tomada pelas gavinhas, como se ela fosse um casulo de algum bicho que uma aranha gigante iria comer, e ela estava consciente e gritando para que ele a salvasse.
Stark lutava e lutava, mas não havia nada que ele pudesse fazer e, quando as Trevas puxaram Zoey, ele viu Neferet comandando os fios negros e grudentos como se fossem marionetes. Ela estava fora do alcance da espada. Ela gargalhou alto enquanto apertava o filamento em volta de Zoey, até o seu amor, sua rainha, ser estrangulada e morrer, absorvida pela sua inimiga.
No sonho Stark ficou parado ali, chorando e soluçando, completamente perdido sem a sua Zoey. Na sua mente, ele ouviu uma voz forte e clara: Isso vai acontecer a menos que Zoey Redbird rompa publicamente com Neferet. Ela precisa se levantar contra a Tsi Sgili e parar com essa simulação de tréguas entre elas.
Stark, ainda chocado e arrasado com a perda em sonho da sua rainha, apenas ouviu as palavras e não a voz. Ele não pensou sobre de onde vinha a mensagem, apenas no alerta que ela continha.
Ele deu um suspiro profundo e acordou com Zoey segura, quente e desejosa nos seus braços. Ela sorriu para ele, dizendo:
 Ei, você está acordado e o sol não se pôs ainda.
Um calafrio horrível e agourento fez o corpo dele estremecer. Havia sido mais que um sonho; ele sabia disso. O que significava que o alerta também era mais do que apenas palavras; era uma profecia. Stark abraçou Zoey, pressionando com força contra o seu corpo.
 Diga que está tudo certo. Diga que você está bem.
 Eu digo, se você parar de me sufocar  ela falou meio engasgada.
Ele afrouxou o aperto de seu braço, enquanto apalpava as costas dela de cima a baixo, olhando sobre o ombro, certificando-se de que não havia nenhuma gavinha ali – nenhuma memória pegajosa do seu sonho.
 Stark, ei, pare  ela segurou a mão dele e olhou dentro dos seus olhos.  O que está rolando?
 Tive um sonho incrivelmente ruim. Tipo de proporções apocalípticas. Então eu acordei e você disse exatamente as mesmas palavras que tinha dito para mim no sonho, antes das Trevas agarrarem você.
 Primeiro, eca, Trevas me pegando é nojento. Como isso aconteceu?
 Você não vai querer saber  ele falou.
 Sim, é claro que eu vou. Pode ter sido um sonho profético, e se for isso, eu preciso saber o que evitar.
 É, eu também estava pensando nisso. Na verdade, eu estava tentando não pensar nisso, mas você está certa  ele se recostou e passou a mão pelos cabelos, procurando espantar o sono e o meu agouro.  Pode ser profético e você precisa saber; as Trevas pegaram você, do mesmo jeito que a Laracna pegou Frodo, só que pior  ele contou.
Stark viu o rosto de Zoey ficar pálido.
 Como uma garota que morre de medo de aranhas, não sei como esse sonho pode ser pior.
— Coloque Neferet no lugar da aranha e as Trevas no lugar da teia.
 É, nisso você tem razão. Isso é o pior  ela deu um sorriso que ele sabia que foi corajoso.  Mas você me salvou, certo?
Ele não disse nada. Não conseguiu.
 Hello, Guardião fortão! Você me salvou, certo?
 Não  ele admitiu.  Eu tentei, mas as Trevas que Neferet controlavam eram demais para mim.
 Que droga, eu odeio quando isso acontece  Zoey disse.  Ei, isso não aconteceu de verdade. Pelo menos por enquanto, foi só um sonho.
 Muitas malditas coisas que aparentemente só podem acontecer em sonho acabaram virando realidade  ele disse sombriamente.  E tem mais uma coisa. Alguém ficava me dizendo que o que eu sonhei iria realmente acontecer a menos que você começasse a enfrentar Neferet.
Zoey franziu a testa.
 Ei, eu já enfrento Neferet! Toda hora. E o que você quer dizer com “alguém” ficava dizendo isso? Era Nyx? A Deusa falou com você?
Stark ficou pensativo, tentando se lembrar da voz do sonho, mas, apesar de o pavor parecer recente, os detalhes já estavam desaparecendo de volta para o seu subconsciente.
 Eu não consigo me lembrar muito bem, mas acho que não era a voz de Nyx, ou pelo menos não era a voz dela que eu reconhecesse.
 Acho que você teria certeza se tivesse sido a Deusa. Além disso, como eu falei, eu já enfrento Neferet, então não sei do que a voz do seu sonho estava falando.
 Na verdade, neste momento você está em um tipo de trégua com ela  Stark afirmou devagar.
 Acho que isso depende da definição de trégua. Se significa “eu não posso chutar Neferet para fora da House of Night porque o Conselho Supremo a perdoou”, então sim, nós estamos em uma trégua.
 Ei  ele tocou o queixo dela.  Não quis irritar você. Esse sonho me assustou, só isso.
Ela se aconchegou nos braços dele, e ele sentiu a tensão no corpo dela começar a relaxar.
 Você não me irritou. Você só me surpreendeu. Achei que estávamos em sintonia com o que diz respeito a Neferet.
 Nós estamos  ele a abraçou forte.  A gente sabe que Neferet é louca e do mal, e todos nós que estamos do lado de Nyx sabemos que precisamos ficar atentos e tomar cuidado com seja o que for que ela vai aprontar agora.
Zoey estremeceu e escondeu o rosto no ombro dele.
 Isso me dá vontade de voltar correndo para Skye.
 Me dá vontade de levar você de volta para Skye  ele hesitou e quase não disse mais nada, mas algo no fundo da sua mente não permitiu que ele deixasse para lá.  No sonho, Z, as Trevas pegaram você e eu não consegui salva-lá. Eu acho que foi um aviso, realmente acho. E a conclusão que eu consigo tirar disso é que você precisa continuar enfrentando Neferet.
— Eu vou continuar  ela respondeu e então levantou a cabeça para olhar para ele.
 Você parece cansado e acordou cedo.
Ele deu um sorriso metido.
 Acordei cedo para que a gente possa passar um tempo de qualidade juntos antes de pegar o ônibus da escola. E eu posso parecer cansado, mas não estou cansado  ele deslizou sua mão por baixo da camiseta que ela estava usando e fez cócegas leves nas costelas dela.
Zoey deu uma risadinha. Ele capturou a risada doce e alegre com seus lábios e a transformou em um beijo quente e longo. E então ele parou de fazer cócegas e quase toda a preocupação que o seu sonho havia causado desapareceu enquanto ele a amava... quase...

Zoey

— Ah, que inferno  resmunguei quando Darius entrou com o ônibus no caminho longo que contornava a parte de trás da House of Night e levava ao estacionamento.
A gente tinha acabado de entrar no campus quando eu vi Neferet, Dragon e cinco guerreiros Filhos de Erebus parados ali como se eles fossem uma estranha comitiva de boas-vindas de vampiros.
 Vá devagar  eu disse a Darius.  A gente precisa se preparar para isso.
— É, não parece coisa boa  Kramisha falou.
 Uau, vocês não acreditam em todas as cores que estou vendo — Shaylin estava olhando embasbacada de boca aberta para o grupo de professores e guerreiros.  Eca, e ali está aquela Mulher Olho de Peixe Morto, tão nojenta!
— A Mulher Olho de Peixe Morto é superintuitiva  eu lembrei a todos, apesar de estar falando diretamente com Shaylin.
 E todos nós decidimos que é melhor ela não saber sobre o dom de Shaylin — Stevie Rae afirmou, levantando do seu assento com Rephaim na traseira do ônibus.  Z, você não quer chamar o espírito e pedir que ele ajude a encobrir os pensamentos de Shaylin, pelo menos até nós passarmos por Neferet agora?
— Sim, parece uma boa ideia  inspirei profundamente e sussurrei: — Espírito, venha até mim  senti o ar sobre a minha pele se agitar com o poder do elemento.  Proteja Shaylin. Mantenha os pensamentos dela privados.
— Aaaaaaah!  Shaylin deu uma risadinha quando foi banhada pelo elemento. — Isso é tão bacana, e você fica roxa quando faz isso.
 Obrigada, eu acho  respondi.
A garota nova era definitivamente esquisita, mas ela parecia bem legal. Dei uma olhada para o resto do ônibus, focando nas gêmeas e em Damien.
— Mantenha seus elementos próximos também.
 Acho que sempre que Neferet estiver por perto é uma excelente oportunidade para todos nós concentrarmos nossos pensamentos em assuntos acadêmicos  Damien afirmou.
Todos nós olhamos para ele.
 Assuntos acadêmicos?  Shaunee perguntou.
 Tipo lição de casa e coisas assim?  Erin acrescentou.
 Ou você está falando sobre desfiles que são uma verdadeira acadêmica de moda para nós?  Shaunee disse.
 Estamos confusas  Erin concluiu.
Damien suspirou dramaticamente.
 Com assuntos acadêmicos eu me refiro a trabalho escolar. Por exemplo, quando Neferet estiver perto, vocês devem praticar memorização de definições de vocabulário  ele abaixou seu longo nariz e olhou para as gêmeas.  Vocês duas podem começar com a palavra infames.
— Eu não tenho a menor ideia do que isso significa, gêmea. E você?  Erin perguntou.
 Nem uma pista, gêmea  Shaunee respondeu.
 Fiquem quietas, compartilhadoras de cérebro. A Rainha Damien tem razão. Todo mundo precisa se concentrar e manter o cérebro ocupado, não como os nossos assuntos, mas com assuntos idiotas da escala — Aphrodite deu uma olhada para Rephaim.  Neferet consegue ler a sua mente?
Rephaim pareceu surpreso com a pergunta, mas quase não hesitou antes de responder:
 Ela não consegue.
— Você tem certeza? — eu perguntei.
 Sim  ele respondeu.
 Como?  Aphrodite quis saber.
 Ele não tem que explicar isso para você  Stevie Rae disse.
 Sim, ele tem  Stark falou antes que eu pudesse dizer qualquer coisa. — Stevie Rae, você precisa parar de ficar tão na defensiva em relação a Rephaim. Ele já esteve do lado de Neferet. Ele pode ter informações que nós podemos usar.
 Nunca estive ao lado de Neferet  a voz de Rephaim foi tão dura quanto o olhar que ele dirigiu a Stark.  Eu estive ao lado de Kalona. Assim como você.
Aquilo calou totalmente Stark, e eu aproveitei a oportunidade para me colocar entre eles e dizer:
 Seja quais forem os detalhes, o que nós queremos dizer é que você já esteve em um lado oposto ao nosso, e isso pode nos ajudar agora — ele olhou para mim e seu olhar se suavizou, apesar de a sua expressão ainda estar cautelosa.
 Sei que Neferet não consegue ler a minha mente porque ela não sabia sobre mim e Stevie Rae  ele pegou a mão de Stevie Rae.  Eu tentava não pensar em você quando ela por perto, mas não conseguia evitar. Eu pensava em você o tempo todo.
Stevie Rae abriu o sorriso e ficou na ponta dos pés para beijá-lo.
 Eca  Aphrodite disse.  Então, continuando rapidamente antes que eu vomite, é certo que Neferet não consegue ler a minha mente, a mente de Zoey e do menino-pássaro. O resto de vocês precisa tomar cuidado.
 Há outro ônibus escolar que acabou de entrar na pista atrás de nós  Darius falou, olhando pelo retrovisor.  Está escrito House of Night na lateral também.
De um dos assentos traseiros, Johnny B. anunciou.
 E não é um micro-ônibus. Por que nós não podemos pegar o ônibus de tamanho normal?
 Você não é normal  Kramisha respondeu.
 Sua mãe não é...
— Tudo bem, vamos nos preparar para a escola  eu o cortei.
 O que significa nos preparar para a batalha  Stark afirmou.
 Estacione  eu falei para Darius.
Darius parou e então ele, Stark e Rephaim saíram do micro-ônibus primeiro, seguidos pelo resto de nós. Pensei que eu poderia muito bem enfrentar seja o que fosse que estivesse acontecendo. Com Stevie Rae e Stark nos meus flancos, marchei direto para Neferet, curvando-me semirespeitosamente para ela e então mais respeitosamente para Dragon e os guerreiros. Então eu disse formalmente:
 Merry meet.
— Ah, Zoey, Stevie Rae, fico feliz que vocês e seus estudantes tenham chegado junto com o outro ônibus. Vou poupar tempo para explicações — Neferet falou enigmaticamente.
Antes que eu pudesse dizer brilhantemente “Ahn?” ou qualquer coisa assim, o outro ônibus parou ao lado do nosso e, com aquele barulho estranho tipo Star Trek que todos eles tinham, sua porta se abriu.
E minha pedra da vidência começou a esquentar.
Aurox desceu primeiro.
Atrás dele, Dallas saiu do ônibus. Eu ouvi o suspiro chocado de Stevie Rae. Foi então que eu fiquei de queixo caído porque, depois de Dallas, um grupo inteiro de calouros vermelhos desceu do ônibus. Os calouros vermelhos do mal, incluindo a totalmente péssima Nicole e Kurtis, que estava cheio de hematomas, mas continuava gordo.
Os calouros vermelhos e Aurox fizeram uma fila oposta à nossa. Tive um flashback bizarro de uma cena de dança de Amor sublime amor. Tudo estava estranhamente quieto, até que Stevie Rae, com um tom de voz alto e não usual, perguntou:
 Dallas, que diabos você está fazendo aqui?
Dallas deu um meio sorriso.
 Eu não respondo a você  ele olhou para Neferet e devagar, distintamente, colocou seu punho direito sobre o coração, curvou-se profundamente e disse: — Merry meet, minha Alta Sacerdotisa  todos os novatos vermelhos atrás dele imitaram a sua saudação.
Neferet sorriu graciosamente. Sua voz era afetuosa e ilusoriamente gentil.
 Que saudação adorável. Obrigada, Dallas  quando seu olhar esmeralda se desviou dos novos garotos e mirou Stevie Rae, sua voz e sua expressão se endureceram.  Vou responder à sua pergunta, Stevie Rae. O que eles vão fazer aqui é o mesmo que vocês: assistir aulas. Ah, espere. Há uma pequena diferença entre eles e o seu grupinho. Dallas e seus calouros vermelhos vão morar aqui na escola e eu serei a sua Alta Sacerdotisa.
 É ele?  Dallas estava encarando Rephaim, que estava ao lado de Stevie Rae.
Eu praticamente pude ver a raiva dele transbordando.
 Deixem-me apresentar vocês. Dallas, este é Rephaim. Ah, mas vocês já se conheciam, não é mesmo? — Neferet soou como se estivesse fazendo apresentações em um baile de formatura. Juro que foi tão bizarro que tive que conter meu impulso de pedir a Stark que me desse um tapa para eu ver que não estava sonhando.
Então meu olhar se voltou para Dallas, e o medo que ele me fez sentir me mostrou que eu não estava dormindo de jeito nenhum. Os olhos dele brilharam levemente de vermelho. Ele parecia selvagem e muito, muito perigoso. Eu me lembrei que já tinha achado ele tão fofo e legal. Bem, aquele garoto fofo e legal deveria ter morrido quando esse novo vampiro vermelho se transformou e recebeu tatuagens parecidas com chicotes.
Ao meu lado, Stark impacientemente se aproximou de mim.
Ao lado de Dallas, Aurox, para quem eu estava tentando não olhar, também se moveu para mais perto de mim de modo inquieto.
— É, exatamente, já nos conhecemos  Dallas disse.
 Sim, é verdade  a voz de Rephaim era tão dura e fria quanto a de Dallas, e isso me fez lembrar que eu não deveria subestimá-lo só porque ele sorria de um jeito tão doce para Stevie Rae.
 Aproveitando que estão todos juntos, gostaria de deixar algumas coisas bem claras  Neferet afirmou e nossos olhos se viraram na sua direção. Ela parecia tão normal! Bonita e régia, ela soava tão razoável que por um momento senti uma tristeza pela perda de quem ela poderia ter sido.  Aconteceram desentendimentos entre nós no passado recente. Agora isso está superado. Não vou admitir brigas aqui, sejam vocês calouros ou vampiros, vermelhos ou azuis.
 Desentendimentos?  a voz de Stevie Rae era incrédula.  Eles tentaram matar Zoey e eu!
 Zoey realmente matou alguns de nós!  Dallas gritou e juro que ouvi o zumbido da eletricidade nos fios que alimentavam a escola e estavam acima de nossas cabeças.
 Espere, eu não queria fazer isso. Nicole, Kurtis e esses caras me atacaram e...
 Chega!  a ordem de Neferet emitiu um poder ameaçador que pulsou em volta de nós, parecendo sugar até a luz prateada da lua que subia ao céu.  Já disse que o passado está superado. Stevie Rae e Zoey, se vocês não conseguirem se controlar, serão expulsas desta escola. Dallas, o mesmo serve para você. Aurox e os guerreiros Filhos de Erebus vão patrulhar os corredores e as salas de aula. Se qualquer violência começar, eles vão acabar com ela. Imediatamente. Fui clara?  ninguém disse uma palavra. O sorriso de Neferet era frio. — Ótimo. Agora, vão para as suas classes  ela deu meia volta e, com aquele andar estranho e deslizante, foi em direção ao prédio principal do campus e à sala de aula à sua direita.
 Há Trevas em toda a volta dela  Stark me disse em voz baixa, mas não baixa o suficiente.
 Neferet está totalmente engolfada por elas  Rephaim concordou.
 Com certeza  Stevie Rae falou. Então ela olhou para Dragon e os outros guerreiros.  Vocês não veem? São como teias de aranha pegajosas  ela indicou com o polegar Dallas e os outros calouros vermelhos.  Aposto que eles conseguem ver.
 Não sei do que você está falando  Dallas respondeu.
 Você ainda faz chá de bonecas imaginários no porão?  Nicole perguntou sarcasticamente.
Dallas e seus calouros gargalharam.
 Dallas, Neferet quer que você se reporte ao centro de mídia. Eles estão tendo problemas com os computadores e ela precisa da sua ajuda para endireitar as coisas  Dragon disse, colocando-se entre os dois grupos.
Os guerreiros Filhos de Erebus se juntaram a eles, assim como Aurox.
— Shaylin, este é o seu horário escolar. Stevie Rae pode guiá-la por hoje  ele entregou um pedaço de papel para a caloura.  Stark, Darius, vão para o estábulo e comecem a se preparar para as suas aulas. O resto de vocês deve fazer o que a Alta Sacerdotisa determinou. As primeiras aulas começam logo.
 Qualquer coisa que a Alta Sacerdotisa quiser está bom para mim  Dallas falou e passou roçando por Rephaim, com um olhar de desprezo.
Eu observei Rephaim aguentar firme. Ele não pareceu irritado, no estilo Pitboy, como se quisesse socar um armário ou qualquer coisa assim, mas ele realmente pareceu seguro e forte e permaneceu de modo protetor perto de Stevie Rae.
 Vamos para a aula e tentem ignorar esses idiotas  eu afirmei, segurando a mão de Stark.
 Eles não querem ser ignorados  Rephaim disse enquanto andávamos devagar em direção ao campus.  Eles estão aqui para causar problemas.
— Para jogar merda no ventilador  Stevie Rae falou e, por alguma razão, aquilo fez ela e Rephaim sorrirem.
Rephaim parecia tanto um garoto humano sorrindo para a sua namorada que eu tive que lembrar a mim mesma que ele não era exatamente o que aparentava. Precisei me lembrar de que eu já tinha visto Corvos Escarnecedores lutarem, e que eu sabia que eles eram malvados e perigosos. Então eu estava pensando sobre ele, tentando imaginar se, caso ele realmente viesse a lutar com Dallas, isso iria despertar algum canto de Trevas dentro dele. Foi quando eu vi a mudança que tomou conta da sua expressão.
Em um segundo, ele estava sorrindo para Stevie Rae, e no instante seguinte seu rosto tinha ficado imóvel, como se ele pudesse ouvir um som que ninguém mais podia. Então eu pisquei e ele pareceu normal de novo.
 Ei, eu realmente vou ter que cavalgar na sexta aula?  Shaylin perguntou, lendo seu horário enquanto tentava nos acompanhar.
 Se aí diz Estudos Equestres, vai sim  Stevie Rae respondeu.  Vejo vocês no almoço  ela sorriu para Rephaim mais uma vez, acenou para nós e então se debruçou sobre Shaylin.
 Deixe-me ver  ela leu o horário da caloura.
 Ah, ótimo, você tem Feitiços e Rituais na primeira aula. Você vai gostar. Ouvi dizer que a nova professora é legal.
— Ei, o que você tem?  Stark me perguntou.
 Não sei bem  eu disse em voz baixa.  Na verdade, provavelmente nada além do fato de que estou indo para a aula de sociologia, que é dada por Neferet. Vamos falar sobre estresse.
 Você vai ficar bem. Neste momento ela está fingindo ser uma professora e Alta Sacerdotisa  ele falou.
— O que significa que ela só vai me humilhar um pouquinho, em vez de arrancar a minha cabeça com suas garras  eu resmunguei.
 Se ela tentar, corra bastante e fique com medo para que eu sinta e consiga chegar a você a tempo de salvá-la  ele deu aquele sorriso metido para mim, e eu sabia que ele estava tentando (sem sucesso) fazer que eu me sentisse melhor.
 Vou me lembrar disso. Vejo você no almoço.
Ele me beijou e então, depois de mais um olhar preocupado, foi em direção ao estábulo com Darius. Todos se dispersaram, sobrando apenas Damien, Rephaim e eu a caminho das nossas aulas.
 Você está bem?  perguntei para Rephaim.
 Sim, tudo bem  ele falou.
Eu realmente não acreditei e acho que minhas olhadas furtivas para ele foram muito óbvias, porque ele finalmente parou, suspirou e então me surpreendeu de verdade ao dizer:
 Ei, Damien, eu preciso falar com Zoey. Posso encontrar você na aula?
Damien pareceu mais do que apenas um pouco curioso, mas ele era educado demais para protestar.
 Claro, sem problemas. Mas não demore. Os professores aqui realmente ficam incomodados com atrasos.
 Não vou deixar ele se atrasar  garanti a Damien, e então diminuí o passo para que Rephaim e eu ficássemos fora do prédio quando todo mundo entrou. — O que foi?
 Meu pai está aqui. Posso sentir a sua presença.
 Kalona? Onde?  eu sabia que meus olhos estavam enormes enquanto olhava em volta de nós, como se esperasse que o imortal fosse surgir das sombras a qualquer momento.
 Eu não sei onde, mas quero que você saiba que eu não o contatei, que eu não o tenho visto e que eu não tenho falado com ele desde que ele me libertou — Rephaim balançou a cabeça.  E-eu não quero que você e seus amigos pensem que estou escondendo coisas de vocês.
 Isso é uma coisa boa. Você tem alguma ideia sobre o que ele quer?
 Não!
 Fique tranquilo, não estou acusando você de nada. Foi você que veio me contar isso, lembra?
— Sim, mas eu...  seu rosto ficou imóvel de novo. Então os olhos dele encontraram os meus, e a tristeza dentro deles era tão intensa que fez meu estomago doer.  Ele está me chamando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!