5 de outubro de 2015

Capítulo 1 - Zoey

O céu noturno sobre Tulsa estava iluminado com uma lua crescente mágica. Sua luz fez com que o gelo que revestia a cidade e a abadia Beneditina – onde tínhamos acabado de ter o nosso confronto com um imortal caído e uma Alta Sacerdotisa patife – brilhar, fazendo com que tudo ao meu redor parecesse ter sido tocado pela deusa.
Olhei para o círculo banhado pela lua que ficava em frente à Gruta de Maria, o lugar de poder onde não muito tempo atrás, Espírito, Sangue, Terra, Humanidade e a Noite foram personificados e, em seguida, tinham se unido para triunfar sobre o ódio e a escuridão.
A imagem da escultura de Maria, rodeada por pedras rosa e alinhada na parte mais alta da gruta, parecia ser um farol para a luz prata. Eu fitei a estátua. A expressão de Maria era serena; suas bochechas cobertas de gelo brilhavam como se ela tivesse chorado em uma quieta de alegria.
Meu olhar se ergueu para o céu. Obrigada. Enviei uma oração silenciosa até a linda lua crescente que simboliza a minha deusa, Nyx. Estamos vivos. Kalona e Neferet se foram.
— Obrigada — sussurrei para a lua.
Ouça seu interior... As palavras passaram por mim, doces e sutis como folhas tocadas pela brisa de verão, acariciando minha consciência tão levemente que minha mente pouco desperta mal as registrou, e ainda sim o comando sussurrado de Nyx se imprimiu na minha alma. Eu estava vagamente consciente de que havia um monte de gente (bem, freiras, calouros e alguns vampiros) ao meu redor. Eu podia ouvir a mistura de gritos, conversas, choro e até mesmo risada enchendo o ar, mas tudo parecia distante.
Naquele momento, as únicas coisas que eram reais para mim eram a lua acima e a cicatriz que cruzava de um ombro passando por meu peito até o outro ombro. Ela vibrou em resposta a minha oração silenciosa, mas não era um formigamento de dor. Não realmente. Era um calor, uma sensação familiar e acolhedora, picadas que me garantiram que Nyx, mais uma vez, tinha me marcado como dela. Eu sabia que se olhasse sob a gola da minha camiseta iria encontrar novas tatuagens decorando aquela cicatriz longa e feia com uma exótica filigrana de safira - um sinal que provava que eu estava seguindo o caminho da minha deusa.
— Erik e Heath, encontrem Stevie Rae, Johnny B e Dallas – então verifiquem o perímetro da abadia para se certificar que todos os Corvos Escarnecedores fugiram com Kalona e Neferet! — Darius gritou o comando, me tirando da minha oração quente, e assim que eu saí, foi como se um iPod estivesse ligado alto demais e enquanto o som e a confusão voltaram para meus sentidos.
— Mas Heath é um ser humano. Um Corvo Escarnecedor poderia matá-lo em um segundo — as palavras saíram da minha boca antes que eu pudesse me calar, prova incontestável de que ficar fascinada pela lua não era a minha única habilidade imbecil.
Previsivelmente, Heath inchou como um sapo indignado.
— Zo, eu não sou um maldito maricas!
Erik, parecendo muito alto e maduro, como um vampiro-que-chuta-sua-bunda, bufou sarcasticamente e disse:
— Não, você é um maldito humano. Espera, isso faz de você um maricas!
— Assim, nós derrotamos os vilões e dentro de cinco minutos Erik e Heath estão brigando. Totalmente previsível — Aphrodite disse com o seu desdém sarcástico enquanto ela se juntava a Darius, mas sua expressão mudou completamente quando ela virou a atenção para o guerreiro Filho de Erebus. — E aí, gostosão. Você está ok?
— Você não precisa se preocupar comigo — disse Darius. Os olhos dele encontraram os dela, e eles praticamente telegrafaram a química entre eles, mas em vez de ir até ela como ele normalmente fazia e dar algum beijo nojento, ele permaneceu concentrado em Stark.
O olhar de Aphrodite passou de Darius para Stark. — Ok, eww. Seu peito está totalmente crocante. — James Stark estava entre Darius e Erik. Estar bem, de pé não era exatamente como ele estava. Stark estava balançando e parecendo extremamente instável. Ignorando Aphrodite, Erik falou.
— Darius, você deveria provavelmente levar Stark para dentro. Vou coordenar o reconhecimento com Stevie Rae e garantir que tudo corra bem aqui fora. As palavras dele pareciam ok, mas o tom era sou-o-encarregado, e quando ele continuou com um condescendente, — Eu vou até mesmo deixar Heath ajudar — ele realmente soava como um metido pomposo.
— Você vai me deixar ajudar? — Heath surtou. — Sua mãe vai me deixar ajudar.
— Ei, qual deles é supostamente o seu namorado? — Stark me perguntou. Mesmo na forma péssima que ele estava, ele pegou meu olhar com o dele. A voz dele estava rouca, e ele soava assustadoramente fraco, mas os olhos dele brilhavam com humor. — Eu sou! — Heath e Erik falaram juntos.
— Ah, pelo amor dos excrementos, Zoey, ambos são idiotas! — Aphrodite disse. Stark começou a rir, o que virou uma tosse, o que mudou de novo para um suspiro doloroso. Os olhos dele rolaram para trás, e como algo furtivo, ele desmaiou. Se movendo com a rapidez que vinha naturalmente para um guerreiro Filho de Erebus, Darius pegou Stark antes de ele cair no chão.
— Eu preciso levar ele para dentro — Darius disse. Senti como se minha cabeça fosse explodir. Mole nos braços de Darius, Stark parecia no caminho para estar morto. — Eu-eu nem sei onde é a enfermaria — eu gaguejei.
— Não é um problema. Vou pegar um pinguim para nos mostrar — disse Aphrodite. — Ei, você freira! — ela gritou para uma das Irmãs em preto-e-branco que tinha saído para fora da abadia depois que a noite passou de caos de batalha para pós batalha.
Darius correu atrás da freira, com Aphrodite seguindo ele. O guerreiro olhou por cima do ombro para mim. — Você não vem conosco, Zoey?
— Assim que eu puder. — Antes que eu pudesse lidar com Erik e Heath, atrás de mim um sotaque familiar salvou o dia. — Vá em frente com Darius e Aphrodite, Z. Eu vou cuidar de Dumb e Dumber e me certificar que não há bicho papão aqui fora.
— Stevie Rae, você é a melhor amiga de todos os melhores amigos. — Virei e a abraçei rapidamente, amando como tranquilizadoramente sólida e normal ela parecia. Na verdade, ela parecia tão normal que eu senti uma pontada estranha quando ela deu um passo para trás e sorriu para mim e eu vi, como se fosse a primeira vez, as tatuagens escarlates que se espalhavam da lua crescente preenchida no meio da testa dela para baixo em cada lado de seu rosto. Um mal estar inquieto se ameaçou dentro de mim. Não entendendo minha hesitação, ela disse:
— Não se preocupe com esses dois nerds. Estou me acostumando a afastar eles. —Quando eu fiquei ali só olhando para ela, o sorriso brilhante que ela estava usando diminuiu. — Ei, você sabe que sua avó está bem, certo? Kramisha a levou de volta para dentro logo depois que Kalona foi banido e a Irmã Mary Angela acabou de me dizer que ia entrar para dar uma olhada nela.
— Sim, eu me lembro de Kramisha ajudando-a com a cadeira de rodas. Eu só... — Minha voz sumiu. Eu era apenas o quê? Como eu poderia colocar em palavras que eu estava assombrada por uma sensação de que tudo não estava certo com minha melhor amiga e com o grupo de garotos que ela se aliou?
— Você só está cansada e preocupada com um monte de coisas — Stevie Rae disse suavemente. Isso foi entendimento que eu vi cintilar nos olhos dela? Ou era outra coisa, algo mais escuro? — Eu entendo, Z, e eu vou cuidar das coisas aqui fora. Você apenas se certifique que Stark está bem.
Ela me abraçou novamente e me deu um empurrãozinho na direção da abadia. — Ok. Obrigado — eu disse toscamente, começando a ir na direção da abadia e ignorando totalmente os dois nerds, que estavam parados ali olhando para mim.
Stevie Rae me chamou, — Ei, lembre Darius, ou alguém para manter um olho na hora. Só falta cerca de uma hora antes do amanhecer, e você sabe que eu e todos os calouros vermelhos temos que estar fora do sol até aí.
— Sim, sem problemas. Eu vou lembrar — eu disse. O problema era que estava ficando cada vez mais difícil para mim esquecer que Stevie Rae não era o que ela costumava ser.

8 comentários:

  1. Nossa, voltei a ler essa série hoje. Depois de meses sem ter coragem... enfim ela veio! Vamos lá!

    ResponderExcluir
  2. Não é um problema. Vou pegar um pinguim para nos mostrar.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk rindo litros, aqui :P XD

    ResponderExcluir
  3. Zoey e seus gatos, gatos não né kkkkk consorte, guerreiro e imprint

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Heath é o consorte e imprint dela, Erik é o companheiro, ele já corrigiu ela sobre isso, e o Stark é o guerreiro.

      Excluir
  4. Pode ser tambem ex namorado,namorado e futuro namorado(eu espero)
    Ass:leticia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou poderia ser: Consorte (Heath), Namorado/Companheiro (Stark) e ex-namorado (Erik)

      Excluir
  5. Rindo litros com esse capítulo. Aphrodite, Heath e Erik e Stark

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!