30 de setembro de 2015

Capitulo 19

Meu pulso ainda estava formigando por causa do totalmente inesperado beijo (e mordida e lambida) de Erik, e eu não tinha certeza se eu podia falar ainda, então fiquei aliviada por ter apenas algumas garotas na sala, e elas mal olharam para mim antes de voltarem a assistir America’s Next Top Model. Eu me apressei até a cozinha, coloquei Nala no chão, esperando que ela não fugisse enquanto eu fazia um sanduíche. Ela não fugiu. Na verdade ela me seguiu pela cozinha como um pequeno cachorro laranja, reclamando para mim com seu estranho não miado.
Eu continuava dizendo a ela “eu sei” e “eu entendo” porque eu achei que ela estava gritando comigo sobre o quão idiota eu fui hoje à noite, e, bem, ela estava certa. Sanduíche feito, eu agarrei uma sacola de pretzels (Stevie Rae estava certa, eu não pude achar nenhuma comida porcaria descente nos armários), uma coca (eu não me importo que tipo, só que é coca e não é diet-eca), e minha gata, e eu subimos.
— Zoey! Estava preocupada com você! Me conte tudo. — Empoleirada na cama com um livro, Stevie Rae estava obviamente esperando por mim. Ela estava usando seu pijama que era estampado com chapéus de cowboy na calça de algodão, e o cabelo curto dela estava amassado de um lado como se ela tivesse dormido em cima dele. Eu juro que ela parecia ter uns doze anos de idade.
— Bem — eu disse brilhantemente. — Parece que temos um animal de estimação. — Eu me virei para que Stevie Rae pudesse ver Nala apertada contra meu quadril. — Aqui, me ajude antes que eu derrube algo. Se for o gato ela nunca vai parar de reclamar.
— Ela é adorável! — Stevie Rae levantou e se apressou para tentar pegar Nala de mim, mas a gata se grudou em mim como se alguém fosse matar ela se ela se soltasse, então Stevie Rae pegou minha comida ao invés e a colocou da cabeceira.
— Hey, esse vestido é incrível.
— Yeah, eu mudei de roupa antes do ritual. — O que me lembrou de que eu teria que devolver para Aphrodite. Ótimo. Eu não iria ficar com o “presente”, embora Erik tenha dito que eu deveria. De qualquer forma, devolver parecia uma boa hora para “agradecer” ela por “esquecer” de me avisar sobre o sangue. Bruxa vadia.
— Então... Como foi?
Eu sentei na cama e dei a Nala um pretzel, o que ela prontamente começou a morder (pelo menos ela parou de reclamar), então dei uma enorme mordida no sanduíche. Sim, eu estava com fome, mas também estava ganhando tempo. Eu não sabia o que deveria dizer a Stevie Rae, e o que não deveria. A coisa do sangue era apenas tão confusa - e nojenta. Ela acharia que eu era horrível? Ela teria medo de mim?
Eu engoli e decidi começar a conversa em tópico seguro. — Erik Night me trouxe aqui.
— Não brinca! — Ela levantou e caiu na cama como um country Jack-dentro-da-caixa. — Me conte tudo.
— Ele me beijou — eu disse, enrugando a sobrancelha para ela.
— Você deve estar brincando! Onde? Como? Foi bom?
— Ele beijou minha mão. — Eu decidi rapidamente mentir. Eu não queria explicar todo o negócio pulso/sangue/veia/mordida. — Foi quando ele disse boa noite. Estávamos em frente ao dormitório. E sim, foi bom. — Eu sorri para ela com a boca cheia do sanduíche.
— Eu aposto que Aphrodite cagou cachorrinhos quando você saiu da sala de recreação com ele.
— Bem, na verdade, eu sai antes dele e ele me alcançou. Eu, huh, fui dar uma volta perto do muro, que foi onde encontrei Nala — eu cocei a cabeça da gata. Ela se empoleirou perto de mim, fechando os olhos, e começou a ronronar. — Na verdade, eu acho que ela me encontrou. De qualquer forma, eu subi no muro porque pensei que ela precisava de ajuda, e então - e você não vai acreditar nisso - eu vi algo que parecia com o fantasma de Elizabeth, e então meu quase ex-namorado da SIHS, Heath, e minha ex melhor amiga apareceram.
— O que? Quem? Devagar. Comece com o fantasma de Elizabeth.
Eu balancei a cabeça e mastiguei. Entre as mordidas no sanduíche eu expliquei. — Foi realmente estranho e assustador. Eu estava sentada no muro acariciando Nala, e algo chamou minha atenção. Eu olhei para baixo e tinha essa garota parada não muito longe de mim. Ela olhou para mim, e seus olhos vermelhos brilharam, e eu juro que era Elizabeth.
— De jeito nenhum! Você ficou totalmente apavorada?
— Totalmente. No segundo que ela me viu, ela deu um horrível grito e fugiu.
— Você deve ter ficado apavorada.
— Eu estava, e eu mal tive tempo de pensar quando Heath e Kayla apareceram.
— Como assim? Como eles poderiam estar aqui?
— Não, não aqui, eles estavam do lado de fora do muro. Eles devem ter me ouvido tentar acalmar Nala depois que ela completamente surtou com o fantasma de Elizabeth, porque eles vieram correndo.
— Nala também a viu?
Eu acenei.
Stevie Rae tremeu. — Então ela deveria realmente estar lá.
— Tem certeza que ela está morta? — Minha voz era quase um sussurro. — Não pode ter sido algum erro e ela ainda está viva, mas andando pela escola? — Parecia ridículo, mas não mais ridículo que eu a vendo como um fantasma. 
Stevie Rae engoliu com força. — Ela está morta. Eu a vi morrer. Todos na aula viram.
Ela parecia que ia chorar e todo o assunto estava me assustando, então eu mudei para algo mais leve. — Bem, eu poderia estar errada. Talvez fosse só alguma garota com olhos estranhos que parecia com ela. Estava escuro, e então Heath e Kayla de repente apareceram.
— E o que foi isso?
— Heath disse que eles vieram me “salvar.” — Eu virei os olhos. — Dá pra imaginar?
— Eles são idiotas?
— Aparentemente. Oh, e então Kayla, minha ex-melhor amiga, deixou claro que ela está atrás de Heath!
Stevie Rae arfou. — Vadia!
— Nem brinca. De qualquer forma, eu disse a eles para irem embora e não voltar, e então fiquei chateada, o que fez Erik me achar.
— Awww! Ele foi doce e romântico?
— Sim, ele foi, mais ou menos. E ele me chamou de Z.
— OOOOh, um apelido é um bom sinal sério.
— Foi o que pensei.
— Então ele te trouxe de volta para o dormitório.
— Sim, ele disse que me levaria para comer algo, mas a única coisa que ainda estava aberta era a sala de recreação, e eu não queria voltar lá. — Ah, merda. Eu soube imediatamente que não deveria ter dito isso.
— As Filhas das Trevas foram horríveis?
Eu olhei para Stevie Rae com seus grandes olhos de cervo, e soube que não podia contar a ela sobre o negócio de beber sangue. Ainda não.
— Bem, sabe como Neferet foi sexy e bonita e elegante?
Stevie Rae acenou.
— Aphrodite fez basicamente o que Neferet fez, mas ela parecia uma vadia.
— Eu sempre achei que ela era horrível — Stevie Rae disse, balançando a cabeça enojada. — Me conte.
Eu olhei para Stevie Rae e corei.
— Ontem, logo antes de Neferet me trazer aqui eu vi Aphrodite tentando dar a Erik um boquete.
— Não! Merda, ela é nojenta. Espera, você disse que ela estava tentando. Qual é disso?
— Ele estava dizendo não para ela, e a afastando. Ele disse que não a queria mais.
Stevie Rae riu. — Aposto que isso fez ela perder a pouca cabeça que ela já tem.
Eu lembrei como ela estava se jogando em cima dele, mesmo quando ele claramente estava dizendo não. — Na verdade, eu teria sentido pena dela que ela não fosse tão... Tão... — Eu lutei para achar uma palavra certa.
— Bruxa do inferno? — Stevie Rae disse esperançosa.
— Sim, eu acho que é isso. Ela tem essa atitude, como se fosse o direito dela ser má e nojenta com quem ela quiser, e todos deveríamos nos curvar e aceitar.
Stevie Rae acenou. — É assim que os amigos dela são também.
— Sim, eu conheci o horrível trio.
— Você quer dizer, Pronta pra Guerra, Terrível, e Arfar?
— Exato. O que elas estavam pensando quando escolheram esses nomes horríveis? — eu disse, jogando pretzels na minha boca.
— Elas estavam pensando exatamente o que todo o grupo delas pensa - que elas são melhores que todo mundo e intocáveis porque a nojenta Aphrodite será a próxima Alta Sacerdotisa.
Eu falei as próximas palavras enquanto elas passaram como sussurros pela minha mente. — Eu não acho que Nyx vá permitir isso.
— Como assim? Elas já estão dentro, e Aphrodite é a líder das Filhas das Trevas desde que a afinidade dela se tornou óbvia quando ela era quintanista.
— Qual é a afinidade dela?
— Ela tem visões, de futuras tragédias — Stevie Rae disse.
— Você acha que ela finge elas?
— Oh, diabos não! Ela é incrivelmente detalhista. O que eu acho, e Damien e as gêmeas concordam comigo, é que ela só conta sobre as visões se ela as tiver perto de pessoas fora do grupinho dela.
— Espera, você está dizendo que ela sabe sobre coisas ruins que vão acontecer em tempo de impedir elas, mas ela não faz nada?
— Sim. Semana passada ela teve uma visão no almoço, mas as bruxas se aproximaram dela a protegendo e a levaram para fora do salão. Se Damien não tivesse se encontrado com elas porque ele estava atrasado para o almoço, as fazendo se afastar para poder ver que Aphrodite estava tendo uma visão, ninguém iria saber. E um avião cheio de pessoas que provavelmente estariam mortas.
Eu me engasguei com o pretzel. Entre a tosse eu disse — Um avião cheio de pessoas! O que diabos?
— Sim, Damien percebeu que Aphrodite estava tendo uma visão, então ele foi buscar Neferet. Aphrodite teve que contar que estava tendo uma visão, que era que ela estava vendo um jato bater depois da decolagem. A visão dela era tão clara que ela podia descrever o aeroporto e ler os números na cauda do avião. Neferet levou essa informação e contatou o aeroporto de Denver. Eles checaram duas vezes o avião e encontraram algum problema que eles não tinham notado antes, e falaram que se não tivesse sido arrumado o avião teria caído imediatamente depois da decolagem. Mas eu sei muito bem que Aphrodite não teria dito uma palavra se não tivesse sido pega, em pensar que ela inventou uma bela desculpa que os amigos dela a levaram para fora do salão porque eles sabiam que ela tinha que falar com Neferet imediatamente. Totalmente vaca.
Eu comecei a dizer que eu não conseguia acreditar que até Aphrodite e suas bruxas iriam propositalmente permitir a morte de centenas de pessoas, mas então lembrei do odioso discurso que elas disseram - homens humanos são uma merda... Todos deveriam morrer - e percebi que elas não estavam só falando, elas estavam sendo sérias.
— Então porque Aphrodite não mentiu para Neferet? Você sabe, falar para ela que era um aeroporto diferente ou mudar os números do avião ou algo assim?
— É quase impossível mentir para vampiros, especialmente quando eles fazem uma pergunta direta. E, lembre-se, Aphrodite quer ser uma Alta Sacerdotisa mais do que qualquer coisa. Se Neferet acreditar que ela é tão virada quanto é, iria prejudicar seriamente os planos dela.
— Aphrodite não tem que ser uma Alta Sacerdotisa. Ela é egoísta e odiosa, assim como as amigas dela.
— Sim, bem, Neferet não acha, e ela é a mentora dela.
Eu pisquei surpresa. — Você tem que estar brincando! E ela não vê essa merda que a Aphrodite faz? — Isso não podia estar certo. Neferet era mais inteligente que isso.
Stevie Rae deu nos ombros. — Ela age de forma diferente perto de Neferet.
— Mas ainda sim...
— E ela tem uma poderosa afinidade, o que tem que significar que Nyx tem planos especiais para ela.
— Ou ela é um demônio do inferno, e ela consegue seus poderes do lado negro. Olá! Ninguém viu Star Wars? Era difícil acreditar que Anakin Skywalker iria se virar, e veja o que aconteceu.
— Uh Zoey. Isso é tipo, totalmente fictício.
— Ainda sim, faz um bom ponto.
— Bem, tente dizer isso a Neferet.
Eu mastiguei o sanduíche e pensei. Talvez eu devesse. Neferet parecia inteligente demais para cair nos joguinhos de Aphrodite. Ela provavelmente já sabia que algo estava acontecendo com as bruxas. Talvez tudo que ela precisasse era que alguém se apresentasse e falasse algo para ela.
— Então, alguém tentou falar para ela sobre Aphrodite? — eu perguntei.
— Não que eu saiba.
— Porque não?
Stevie Rae parecia desconfortável. — Bem, eu acho que seria meio dedo duro. De qualquer forma, o que diríamos a Neferet? Que achamos que Aphrodite pode estar escondendo suas visões, mas que a única prova que temos é que ela é uma odiosa vadia?
Stevie Rae balançou a cabeça. — Não, não consigo ver isso funcionando muito bem com Neferet. Além do mais, se por algum milagre ela acreditar em nós, o que Neferet faria? Não é como se ela pudesse expulsar ela da escola para que ela tussa até a morte nas ruas. Ela ainda estaria aqui com seu bando de bruxas e todos aqueles caras que fariam qualquer coisa por ela se ela erguesse seus dedos para eles. Eu acho que só não vale a pena.
Stevie Rae tinha razão, mas ainda assim eu não gostei. Eu realmente, realmente não gostei. As coisas poderiam ser diferentes se uma caloura mais poderosa tomasse o lugar de Aphrodite como a líder das Filhas das Trevas.
Eu dei um pulo me sentindo culpada, e escondi isso tomando um grande gole de coca. O que eu estava pensando? Eu não tinha fome de poder. Eu não queria ser uma Alta Sacerdotisa ou ficar no meio da irritante batalha com Aphrodite e metade da escola (a parte mais atraente, dela). Eu só queria encontrar um lugar para mim nessa nova vida, um lugar que parecesse um lar - um lugar que eu me encaixasse e fosse como o resto do pessoal.
Então lembrei do choque durante os dois círculos, e como os elementos pareceram tomar meu corpo, e como eu tive que me forçar a ficar no círculo e não me juntar a Aphrodite enquanto ela falava.
— Stevie Rae, quando um círculo está sendo feito, você sente algo? — eu perguntei bruscamente.
— Como assim?
— Bem, como quando o fogo é chamado no círculo, você sente calor?
— Não. Eu quero dizer, eu realmente gosto do negócio do círculo, e às vezes quando Neferet está falando eu sinto uma onda de energia viajando pelo círculo, mas é só isso.
— Então você nunca sentiu uma brisa quando o vento é chamado, ou sentiu o cheiro de chuva com a água, ou sentiu a grama nos pés com a terra?
— Não mesmo. Só uma Alta Sacerdotisa com grandes afinidades com esses elementos iria — Ela parou e de repente os olhos dela se alargaram. — Você está dizendo que você sentiu essas coisas? Qualquer uma dessas coisas?
Eu me curvei. — Talvez.
— Talvez! — Ela gritou. — Zoey! Você tem ideia do que isso pode significar?
Eu balancei a cabeça.
— Semana passada na aula da sociologia estávamos estudando sobre a mais famosa Alta Sacerdotisa da história. Não há uma sacerdotisa com afinidade para os quatro elementos em centenas de anos.
— Cinco — eu disse miseravelmente.
— Todos os cinco! Você sentiu algo com o espírito também!
— Sim, eu acho que sim.
— Zoey! Isso é incrível. Eu não acho que tenha existido uma sacerdotisa que tenha sentido os cinco elementos. — Ela acenou para a minha Marca. — É isso. Isso significa que você é diferente, e você realmente é.
— Stevie Rae, isso pode ficar só entre nós por enquanto? Eu quero dizer, não contar a Damien e as Gêmeas? Eu só - eu só quero tentar descobrir isso sozinha por um tempo. Eu acho que tudo está acontecendo rápido demais.
— Mas Zoey, eu...
— E eu posso estar errada — eu interrompi. — E se eu apenas estivesse excitada e nervosa porque eu nunca estive em um ritual antes? Você sabe o quão embaraçoso seria se eu contasse as pessoas, “hey, eu sou a única caloura que já teve uma afinidade com os cinco elementos” e então acabar sendo os nervos?
Stevie Rae mordeu as bochechas. — Eu não sei, eu ainda acho que você deveria contar a alguém.
— Sim, então Aphrodite e seu bando poderiam estar bem ali para ir se acabar que eu apenas estava imaginando tudo.
Stevie Rae empalideceu. — Oh, cara. Você está totalmente certa. Isso seria horrível. Eu não vou dizer nada até você estar pronta. Prometo.
A reação dela me lembrou. — Hey, o que Aphrodite fez com você?
Stevie Rae olhou para o colo, colocando as mãos juntas, e encolhendo os ombros como se ela de repente tivesse tido um calafrio. — Ela me convidou para um ritual. Eu não estava aqui há muito tempo, só fazia um mês, e eu estava meio excitada que aquele grupo me queria. — Ela balançou a cabeça, ainda não olhando para mim. — Foi idiotice minha, mas eu não conhecia ninguém muito bem ainda, e eu pensei que talvez ficássemos amigas. Então eu fui. Mas eles não queriam que eu fosse um deles. Eles queriam que eu fosse um– um- refrigerador: como se eu não fosse boa para nada a não ser dar sangue para elas. Elas me fizeram chorar e quando eu disse não, elas riram e me expulsaram. Foi assim que conheci Damien, e Erin e Shaunee. Eles estavam juntos e me viram sair da sala de recreação, então eles me seguiram e falaram para eu não me preocupar. Eles são meus amigos desde então.
Ela finalmente olhou para mim. — Eu sinto muito. Eu teria dito algo antes, mas eu sabia que elas não tentariam fazer isso com você. Você é muito forte, e Aphrodite estava curiosa sobre a sua Marca. Além do mais, você é bonita o suficiente para ser uma delas.
— Hey, você também é! — Eu me senti enjoada ao pensar que Stevie Rae estava jogada naquela cadeira como Elliott... Sobre beber o sangue de Stevie Rae.
— Não, eu só sou meio fofa. Eu não sou uma delas.
— Eu também não sou! — eu gritei, fazendo Nala acordar e ronronar sem parar para mim.
— Eu sei que você não é. Não foi o que eu quis dizer. Eu só quis dizer que elas iriam te querer no grupo delas, então elas não iam tentar te usar desse jeito.
— Não, elas conseguiram me enganar e tentaram o máximo me apavorar. Mas por quê? Espera! Eu sabia o que elas estavam aprontando. Erik disse que a primeira vez que ele bebeu sangue ele odiou, e vomitou. Eu estava aqui apenas dois dias. Elas queriam fazer algo que iria me enojar tanto que eu ficaria assustada para não me aproximar delas ou do ritual delas.
Elas não queriam que eu fosse parte das Filhas das Trevas, mas elas também não queriam contar a Neferet que elas não me queriam. Ao invés disso, elas queriam que eu me recusasse a me juntar a elas. Por qualquer que fosse a razão, a tirana Aphrodite queria me manter longe das Filhas das Trevas. Tiranos sempre me irritaram, o que significa, infelizmente, que eu sabia o que tinha que fazer.
Ah, merda. Eu iria me juntar as Filhas das Trevas.
— Zoey, você não está com raiva de mim está? — Stevie Rae disse baixinho. 
Eu pisquei, tentando limpar a garganta. — É claro que não! Você está certa. Aphrodite não tentou fazer com que eu doasse sangue. — Eu joguei o último pedaço do sanduíche na boca, e mastiguei rápido. — Hey, estou realmente acabada. Você acha que pode me ajudar a achar uma caixa para Nala para eu poder dormir um pouco?
Stevie Rae instantaneamente se alegrou, e pulou da cama com sua alegria normal. — Olha isso.
Ela praticamente pulou para o lado do quarto e segurou uma enorme mala que tinha FELICIA SOUTHERN LOJA DE AGRICULTA, 2616. HARVARD, TULSA escrita com enormes letras brancas.
Daquilo ela colocou no chão uma pequena caixa, uma tigela de comida e outra de água, uma caixa com comida de gato (com proteção extra), e um saco de areia.
— Como você sabia?
— Eu não sabia. Estava na frente da nossa porta quando voltei do jantar. — Ela pegou no fundo da bolsa e puxou um envelope e uma adorável coleira de couro rosa que tinha espinhos em miniatura prateados ao redor.
— Aqui, é pra você.
Ela me entregou o envelope, que agora eu podia ver tinha meu nome escrito, enquanto colocava a coleira em Nala. Dentro, escrita em uma linda caligrafia estava:
Skylar me disse que ela estava vindo. Estava assinado apenas com uma letra: N.

7 comentários:

  1. ....Neferet é sinistra .....ela sabe tudo que acontece e quando acontece , ela por acaso é uma deusa que ajuda Nyx ou algum tipo de vampiro ultra especia ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ho! Não! a historia vai mudar de rumo... vc vai ver como essa sim e uma bruxa do infernos... Pior q Aphrodite..

      Excluir
  2. Não ela não é nd disso!

    ASS:Vicry

    ResponderExcluir
  3. gente so uma coisa nao acreditem em tudo que algumas pessoas falarem no livro

    ResponderExcluir
  4. Pra começar: Eu não gosto de Neferet. Tem algo errado com ela!
    Pra continuar: bebe do Erik!
    Pra finalizar: dá um jeito de tomar o lugar de Neferet. Obg dnd!

    ResponderExcluir
  5. ohs, kkk eu gostei da Neferet, e se eu fosse a Zoey, eu saia era falando tudo auhsuahushu diria q gosto de sangue, dedaria a aphrodite, e diria q tinha os poderes sobre os elementos '-' cara, poderes sobre elemento ahususauhssahusa eu dominava o mundo kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Acho que a Zoey não devia contar nada pra Neferet, é impossível ela não saber sobre a verdadeira personalidade da Aphrodite, todo mundo já viu que ela é uma vaca, e se a Neferet ignora isso, não deve ser boa coisa, e outra, o plano da Aphrodite era que a Z fosse ao ritual dela, se amedrontasse e não voltasse mais. A Neferet também encorajou a Z pra ir, então isso tá mais que suspeito.
    Não confio em ninguém até agora a não ser nas Gêmeas, no Damien e na Stevie.

    A Zoey não deveria contar pra ninguém que é poderosa, já tá mais que óbvio que pessoas poderosas ganham inimigos.

    ResponderExcluir

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!