30 de setembro de 2015

Capítulo 10

— Eu continuo achando que a aquela confiança em excesso eventualmente vai derrubar Aphrodite. — Damien disse.
— Excesso de confiança — Stevie Rae explicou — ter a arrogância de uma deusa.
— Eu na verdade entendi essa — eu disse, ainda encarando Aphrodite e seu bando. — Acabamos de ler Medea na aula de Inglês. Foi o que derrubou Jason.
— Eu adoraria arrancar a arrogância da cabeça dela — Erin disse.
— Eu seguro ela pra você, Gêmea — Shaunee disse.
— Não! Vocês sabem que já que conversamos sobre isso antes. A penalidade por brigar é ruim. Muito ruim. Não vale a pena.
Eu observei Erin e Shaunee empalidecerem ao mesmo tempo e queria perguntar o que poderia ser tão ruim, mas Stevie Rae continuou falando, dessa vez comigo.
— Apenas tenha cuidado, Zoey. As Filhas das Trevas, e Aphrodite especialmente, podem parecer ok na maior parte do tempo, e é por isso que elas são perigosas.
Eu balancei a cabeça. — Oh, nu uh. Eu não vou para o negócio da lua cheia delas.
— Eu acho que você precisa. — Damien disse suavemente.
— Neferet concordou com isso. — Stevie Rae disse enquanto Erin e Shaunee acenavam em concordância. — Isso significa que ela espera que você vá. Você não pode dizer não a seu mentor.
— Especialmente se seu mentor é Neferet, Alta Sacerdotisa de Nyx. — Damien disse.
— Eu não posso só dizer que eu não estou pronta para... Pra... O que quer que seja que eles querem que eu faça, e perguntar a Neferet se eu posso ser – eu não sei o que você chamaria - dispensada do negócio da lua cheia delas dessa vez?
— Bem, você poderia, mas daí Neferet contaria para as Filhas das Trevas e elas irão achar que você tem medo delas.
Eu pensei sobre a enorme merda que já tinha acontecido entre Aphrodite e eu em tão pouco tempo. — Uh, Stevie Rae, eu posso já ter medo delas.
— Nem deixe elas saberem. — Stevie Rae olhou para seu prato, tentando esconder o embaraçamento. — Isso é pior do que enfrentar elas.
— Querida — Damien disse, dando um tapinha na mão de Stevie Rae — pare de se culpar por isso.
Stevie Rae deu a Damien um doce, e agradecido sorriso.
Então ela disse para mim — Apenas vá. Seja forte e vá. Eles não farão nada muito horrível no ritual. É aqui no campus; elas não se atreveriam.
— Yeah, elas fazem todas as merdas longe daqui, quando é mais difícil para os vampiros pegarem elas. — Shaunee disse. — Por aqui elas fingem ser enjoada mente doces para ninguém saber como elas realmente são.
— Ninguém a não sermos nós. — Erin disse, fazendo um gesto com a mão para que incluísse não apenas nosso pequeno grupo, mas todos no salão também.
— Eu não sei gente, talvez Zoey realmente se dê bem com um deles. — Stevie Rae disse com nenhum toque de sarcasmo ou inveja.
Eu balancei a cabeça. — Nop. Eu não vou me dar com nenhum deles. Eu não gosto do tipo deles – o tipo de pessoa que tenta controlar outros e os fazer serem humilhados só para se sentir melhor sobre si mesmo. E eu não quero ir para o Ritual da Lua Cheia! — Eu disse firmemente, pensando no meu padrasto e seus colegas, e o quão irônico era que eles parecessem ter tanta coisa em comum com esse grupo de adolescentes que se auto proclamavam filhas de uma deusa.
— Eu iria com você se pudesse - qualquer um de nós iria - mas a não ser que você seja uma das Filhas das Trevas, você só pode entrar se for convidada. — Stevie Rae disse tristemente.
— Está tudo bem. Vou lidar com isso. — De repente eu não estava mais com fome. Eu estava muito, muito cansada, e eu realmente queria mudar de assunto. — Então me explique os diferentes símbolos que usamos aqui. Você me falou sobre o nosso - A espiral de Nyx. Damien tem uma espiral também, então isso deve significar que ele é... — eu pausei para lembrar o que Stevie Rae tinha chamado os calouros — um terceiranista. Mas Erin e Shaunee têm asas, e Aphrodite tem outra coisa.
— Você quer dizer além daquela atitude nojenta? — Erin murmurou.
— Ela quer dizer os três destinos — Damien intercedeu, interrompendo o que quer que fosse que Shaunee ia acrescentar. — Os três Destinos são crianças de Nyx. Os sextanistas todos usam o emblema dos Destinos, com Atropos segurando a tesoura para simbolizar o fim da escola.
— E para algum de nós, o fim da vida — Erin acrescentou tristemente.
Isso fez todos se calarem.
Quando eu não aguentava mais o silêncio desconfortável eu limpei minha garganta e disse — E o que são asas de Erin e Shaunee?
— As asas de Eros, que o filho de Nyx a semente...
— Do amor a deusa — Shaunee disse, apertando os lábios.
Damien franziu as sobrancelhas para elas e continuou falando. — As asas douradas de Eros são o símbolo dos quartanistas.
— Porque somos a classe do amor — Erin cantarolou, levantando os braços por cima da cabeça e remexendo os lábios.
— Na verdade, é porque devemos nos lembrar da capacidade de Nyx amar, e as asas simbolizam que continuamos seguindo em frente.
— Qual é o símbolo dos quintanistas? — eu perguntei.
— A carruagem dourada de Nyx puxando um rastro de estrelas — Damien disse.
— Eu acho que é o símbolo mais bonito — Stevie Rae disse. — Aquelas estrelas brilham feito louco.
— A carruagem mostra que continuamos na jornada de Nyx. As estrelas representam a mágica dos dois anos pelos quais já passamos.
— Damien, você é um bom estudante — Erin disse.
— Eu disse que você deveria ter feito ele nos ajudar para o teste de mitologia humana — Shaunee disse.
— Eu pensei ter dito a você que nós precisávamos da ajuda dele, e...
— De qualquer forma — Damien gritou por cima da discussão delas, — esses são os símbolos das classes. Facinho, facinho, na verdade — ele apontou para as Gêmeas que agora estavam quietas.
— Isso é, se você presta atenção na aula ao invés de escrever bilhetes e encarar os caras que você acha gostosos.
— Você é realmente um puritano, Damien — Shaunee disse.
— Especialmente para um garoto gay. — Erin acrescentou.
— Erin, seu cabelo está meio que com frizz hoje. Sem querer ser mal nem nada disso, mas talvez você devesse considerar mudar de produto. Você não pode ser cuidadosa demais com esse tipo de coisa. Quando você ver, você vai ficar com pontas duplas.
Os olhos azuis de Erin ficaram enormes e as mãos foram automaticamente para seu cabelo.
— Oh, não não não. Eu não acredito que você acabou de dizer isso, Damien. Você sabe o quão louca ela é pelo cabelo. — Shaunee começou a inchar como um baiacu.
Damien, enquanto isso, apenas sorriu e voltou a comer sua massa - a perfeita imagem de inocência.
— Uh, gente — Stevie Rae disse rapidamente, levantando e me puxando pelo cotovelo. — Zoey parece cansada. Todos lembraram como é quando recém chegamos aqui. Vamos voltar para o nosso quarto. Eu tenho que estudar para o teste de sociologia vampírica, então provavelmente vou ver vocês só amanhã.
— Ok, nos vemos — Damien disse. — Zoey, foi um prazer conhecer você.
— É bem vinda ao Colégio Inferno. — Erin e Shaunee falaram juntas antes que Stevie Rae me levasse para o quarto.
— Obrigado. Eu realmente estou cansada — eu disse a Stevie Rae em quando andávamos pelo corredor que eu estava feliz por reconhecer, como aquele que levaria para a entrada principal do prédio central da escola. Paramos, quando um gato cinza passou perseguindo um gato menor, na nossa frente.
— Belzebu! Deixe o Cammy em paz! Damien vai arrancar seu pelo!
Stevie Rae fez menção de pegar o gato cinza, mas não conseguiu. Mas ele parou de perseguir o menor, e ao invés disso saiu pelo corredor de onde ele tinha acabado de aparecer. Stevie Rae estava com a testa franzida por causa dele.
— Shaunee e Erin precisam ensinar a esse gato alguns modos, ele sempre está aprontando algo. — Ela falou para mim enquanto saiamos do prédio e andávamos na suave escuridão do pré-amanhecer. — Aquele gatinho pequeno é Cameron e é o gato de Damien. Belzebu pertence à Erin e Shaunee; ele escolheu as duas – juntas. Sim. Por mais estranho que pareça, mas com o devido tempo você será como nós e começar a pensar que elas realmente devem ser gêmeas.
— Elas parecem legais.
— Oh, elas são ótimas. Elas brigam bastante, mas são totalmente leais e nunca vão deixar ninguém falar de você. — Ela riu. — Ok, eles podem falar de você, mas isso é diferente, e não será pelas suas costas.
— E eu realmente gostei de Damien.
— Damien é doce, e realmente esperto. Eu apenas sinto pena dele às vezes.
— Por quê?
— Bem, ele tinha um colega de quarto quando chegou aqui seis meses atrás, mas quando o cara descobriu que Damien era gay - olá, não é como se ele tivesse tentando esconder - ele reclamou para Neferet e disse que não teria um colega de quarto bicha.
Eu encarei. Eu não consigo suportar pessoas homofobias. — E Neferet realmente aguentou essa atitude?
— Não, ela deixou claro que aquele garoto – oh, ele mudou o seu nome para Thor quando chegou aqui — ela balançou a cabeça e virou os olhos — vai entender. De qualquer forma, Neferet disse para aquele Thor que ele estava passando dos limites, e ela deu a Damien a opção de se mudar para outro quarto ou continuar com Thor. Damien escolheu se mudar. Eu quero dizer, você não teria escolhido?
Eu acenei. — Sim. De jeito nenhum ficaria com Thor o homo fóbico.
— Isso é o que todos pensamos também. Então Damien tem estado num quarto sozinho desde então.
— Não tem outros garotos gays por aqui?
Stevie Rae deu nos ombros. — Tem algumas garotas que são lésbicas assumidas, mas embora alguns deles sejam legais e fique com o resto de nós elas basicamente ficam juntas. Elas são muito aprofundadas a religião e adoração da deusa e passam muito tempo no templo de Nyx. E, é claro, tem garotas malucas que acham que é legal ficar umas com as outras, mas normalmente só quando algum cara gostoso está assistindo.
Eu balancei a cabeça. — Sabe, eu nunca entendi porque as garotas acham que ficar com outras garotas é um jeito bom te ter um namorado. É de se pensar que seria contra produtivo.
— Como se eu quisesse um namorado que só me acha quente quando estou beijando uma garota? Eca.
— E quanto a caras gays?
Stevie suspirou. — Tem alguns além de Damien, mas eles são na maioria muito femininos e estranhos para ele. Eu me sinto mal por ele. Eu acho que ele fica bem solitário. Os pais dele nem escrevem nem nada.
— A coisa toda dos vampiros os assustou?
— Não, eles não se importaram. Na verdade, não diga nada para Damien porque fere os sentimentos dele, mas acho que eles ficaram aliviados por ele ter sido Marcado. Eles não sabiam o que fazer com um filho gay.
— Porque eles tinham que fazer algo? Ele ainda é filho deles. Ele só gosta de caras.
— Bem, eles vivem em Dallas, e o pai dele é muito fã das Pessoas de Fé. Eu acho que ele é algum tipo de pastor ou algo assim.
Eu levantei a mão. — Pare. Você não tem que dizer mais uma palavra. Eu totalmente entendo.
E eu entendia. Eu era muito familiarizada com as mentes pequenas, “nosso jeito é o único certo” das ideias das Pessoas de Fé. Só em pensar nisso me fazia ficar exausta e depressiva.
Stevie Rae abriu a porta do dormitório. A sala estava vazia com exceção de algumas garotas que estavam assistindo a reprise de The 70´s Show. Stevie Rae acenou para elas.
— Hey, você quer uma bebida ou algo assim para levar com a gente?
Eu acenei e a segui passando pela sala até um aposento menor que tinha refrigeradores, uma grande pia, dois microondas, vários armários, e uma mesa de madeira muito branca no meio - como uma cozinha, a não ser o fato de essa ser estranhamente refrigerada e amigável. Tudo era legal e claro. Stevie Rae abriu um dos refrigeradores. Eu espiei por cima dos ombros dela para ver que estava cheio de vários tipos de bebidas - de refrigerante a vários sucos e a uma água que tinha um gosto horrível.
— O que você quer?
— Qualquer refri está bom. — Eu disse.
— Isso é pra todos nós — ela disse enquanto me entregava duas cocas diets e pegava dois sucos para ela.
— Tem frutas e vegetais e coisas assim naqueles outros dois refrigeradores, e carne para sanduíches no outro. Eles mantêm cheio o tempo todo, mas os vampiros são bem obsessivos por comer direito, então você não vai encontrar saco de batatinhas ou bolinhos ou coisas assim.
— Nada de chocolates?
— Sim, tem alguns chocolates bem caros nos armários. Os vampiros dizem que chocolate em moderação é bom para nós.
Ok, então quem diabos quer comer chocolate em moderação? Em mantive o pensamento para mim mesma, enquanto voltávamos para sala e subíamos para nosso quarto.
— Então, os, uh, vampiros — eu meio que me atrapalhei com a palavra — são fãs de comer saudavelmente?
— Bem, sim, mas eu acho que apenas os calouros comem bem. Eu quero dizer, você não vê vampiros gordos, mas você também não os vê mastigando uma cebolinha ou comendo apenas salada. A maior parte deles comem juntos no seu próprio refeitório, e dizem os rumores que eles comem bem. — Ela olhou para mim e baixou a voz. — Eu ouvi dizer que eles comem muita carne vermelha. Muita carne vermelha crua.
— Eca — eu disse, sem querer pensar no bizarro visual que passou pela minha mente de Neferet comendo carne crua.
Stevie Rae tremeu, e continuou: 
— Às vezes o mentor de alguém senta com calouro no jantar, mas eles normalmente apenas tomam uma taça ou duas de vinho tinto e não comem conosco.
Stevie Rae abriu a porta do quarto e com um suspiro eu sentei na minha cama e tirei os sapatos. Deus, eu estava cansada. Esfregando meus pés eu me perguntei do porque os vampiros adultos não comerem conosco, e então decidi que eu realmente não estava mais a fim de pensar nisso. Eu quero dizer, trazia a minha mente muitas perguntas como, o que eles realmente estavam comendo? E o que teríamos que comer quando/se nos tornássemos vampiros adultos? Ugh.
E, parte do meu cérebro sussurrou algo que me fez lembrar a minha reação ao sangue de Heath ontem. Isso tinha sido apenas ontem? E também a mais recente reação ao sangue do cara no corredor. Não. Eu definitivamente não queria pensar neles também - nadinha. Então eu rapidamente me foquei novamente na conversa sobre a dieta saudável.
— Ok, eles não se importam particularmente em comer de forma saudável, enquanto qual é o da grande obsessão? — Eu perguntei a Stevie Rae.
Ela me olhou nos olho, parecendo preocupada e um pouco assustada.
— Eles querem que a gente coma saudável pela mesma razão que eles nos fazem a gente se exercitar todo dia - para que nossos corpos fiquem o mais forte possível, porque se você começa a ficar fraca, gorda ou doente esse é o primeiro sinal que o seu corpo está rejeitando a Mudança.
— E então você morre — eu disse baixo.
— E então você morre — ela concordou.

4 comentários:

• Não dê SPOILER!
• Para comentar sem conta, escolha a opção Nome/URL. Escreva seu nome/apelido e deixe URL em branco

Os comentários estão demorando alguns dias para serem aprovados... a situação será normalizada assim que possível. Boa leitura!